Paulo Baldaia dá inicio à pressão às equipa de arbitragem

Advertisement

“A jogar assim, não há equipa de arbitragem que nos consiga derrotar”

O Benfica vai jogar o clássico na próxima jornada e certamente que no 11 constará Otamendi, jogador que conhece aquela casa. Certamente não vai escorregar como o Vana e o Diogo Queirós ou cometer penaltis ridículos como o central do Moreirense, depois César Peixoto se ter demitido por intromissão da presidência nas escolhas para aquele jogo.

Como o que tem acontecido nas ultimas jornadas não vai acontecer no próximo jogo, a cartilha vira-se para os árbitros. O condicionamento começa de forma a garantir que o saltos para a piscina por parte de Taremi, continuem a desbloquear jogos. Numa temporada em que o Presidente do Conselho de Arbitragem disse que iria haver menos penaltis, é vergonhoso por parte dos cartilheiros, que o foco seja os árbitros. O FC Porto leva 8 penaltis a favor enquanto o Benfica leva 0 e ainda assim fazem a pressão do costume. Não há vergonha.

Não vai faltar também os foguetes da praxe e os bonecos pendurados no viaduto. A liga, o Conselho de Disciplina e de Arbitragem aplaudem e a Federação só quer saber da vitória do clube do Fernando Gomes de do Tiago Craveiro.

E o Benfica o que vai fazer?