Paulo Silva disse ao Ministério Público ter recebido dinheiro do Correio da Manhã

Paulo Silva, o arrependido do caso do Sporting, disse ao MP ter recebido dinheiro do “Correio da Manhã”.
Documento judicial revela que empresário Paulo Silva aceitou uma “quantia monetária de valor elevado” para dar entrevista ao “CM” e “CMTV”.

A entrevista do empresário Paulo Silva publicada no “Correio da Manhã” e difundida na “CMTV” na última esta terça-feira espoletou o caso que ficou conhecido como Operação Cashball, que investiga suspeitas de favorecimento no futebol e no andebol a favor do Sporting.

De acordo com um documento do Tribunal Judicial da Comarca do Porto, a que o Expresso teve acesso, o arrependido disse às autoridades que deu a entrevista ao diário “porque já andava a ser abordado e pressionado pelos jornalistas para esse efeito” e porque “precisava de dinheiro para sustentar os filhos e se encontrar desempregado desde o início do ano de 2018 até ao fim de abril”.

Paulo Silva, que é um dos quatro arguidos neste caso, afirmou ainda que “aceitou dar essa entrevista, por lhe ter sido oferecido, em contrapartida, quantia monetária de valor elevado”.

Contactado pelo Expresso, o diretor do “CM”, Otávio Ribeiro, garante que a informação é falsa. “Paulo Silva não recebeu dinheiro nenhum do “CM” nem da “CMTV”. Tenho a certeza.”

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores