Advertisement

Pedro Proença fala em “trabalhar” e “defender o espetáculo”

Advertisement

O presidente da Liga, Pedro Proença, recorreu às redes sociais para comunicar que esteve com “Rodrigo Cavaleiro da Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto, para discutir nove medidas que erradiquem dos estádios comportamentos dissonantes dos valores do Futebol”.

Terminou com “vamos trabalhar” e “defender o espetáculo”.

Eu estaria do lado do presidente da Liga se este protegesse o espetáculo das arbitragens vergonhosas e pagas a peso de ouro pela Liga. No mínimo um bom presidente da Liga não permitia nomeações escandalosas e provocatórias por parte da Federação Portuguesa de Futebol, não permitia parcialidade arbitral demonstrada nos últimos anos e não permitia a proteção a determinados clubes.

Um bom presidente da Liga, deveria trabalhar para castigar clubes que permitem as cenas lamentáveis a que todos assistimos no Dragão. Isso sim seria proteger o espetáculo.

Na temporada passada houve um jogador que jogou com 5 amarelos e nunca cumpriu castigo. Belo trabalho da liga na defesa do espetáculo. E este é só um exemplo mais sonante porque há vários.

Não é só o mau futebol praticado, a violência nas bancadas ou os preços elevados que afastam as pessoas do espetáculo. É ciclo vicioso existente nas estruturas que gerem o futebol em Portugal que tornam o desinteresse no nosso futebol.

Lá fora vemos um 3º classificado da liga nos quartos de final de Liga dos Campeões. 12 jogos, 6 vitórias 4 empates e 2 derrotas(ambas com o Bayern). Enquanto o FC Porto, que será campeão nacional, conseguiu 1 vitória na liga dos campeões, 2 se contarmos com a Liga europa. 10 jogos, 2 vitórias, 4 empates e 4 derrotas.

Internamente são retirados 9 pontos ao Benfica por erros escandalosos. Se o jogo do Ajax fosse dirigido por uma equipa da FPF, hoje o Benfica estaria eliminado da liga dos campeões.

O Benfica não quer ser protegido por ninguém a não ser pelos seus adeptos. Quer um presidente da Liga defensor do espetáculo sem proteger os ciclos viciosos no desporto.

Começar por exigir à FPF responsabilidades seria um bom começo.

DEIXE A SUA RESPOSTA

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo