Pinto da Costa fala em justiça no adiamento da supertaça quando Decisão da FPF foi tomada antes de haver campeão

Advertisement

De Cavani a Cebolinha… esta gente deve pensar que os adeptos do Benfica andam distraídos com o refogado que o Jorge Jesus está a preparar para a próxima temporada. Sou adepto de ficar longe da cozinha mas há quem, durante anos, andasse de braço dado com fruta em grandes festejos regados a champanhe. O motivo? Uma eliminação do Benfica nas competições europeias.

Ontem ao final da noite fomos confrontados com “Pinto da Costa defende o Benfica na questão das competições europeias”. Essas eram as paragonas de um canal de tv, o líder de audiências em programas “desportivos”. Um argumento maravilhoso para as eleições do clube. Ter Pinto da Costa com estas declarações metendo o bedelho onde não é chamado, para provocar mais atrito. Mas vamos a factos.

Dá para rir não dá? Esta entrevista é de ontem. Sabe quando é que saiu a decisão de adiar a supertaça?

“A FPF e os clubes chegaram a um entendimento e acordaram na suspensão do jogo em nome dos interesses do futebol português, uma vez que em setembro haverá jogos referentes às competições europeias (Liga dos Campeões e Liga Europa)”, explica o comunicado da Federação.

“Aliviar o calendário das equipas portuguesas nessa fase da época é um dos objetivos da decisão tomada em defesa da posição de Portugal no ranking da UEFA”, acrescenta o texto da FPF.

No dia 1 de julho de 2020 ninguém sabia quem seria o campeão nacional. Tinha sido disputada a 29ª jornada do campeonato, com o FC Porto a ficar com mais 4 pontos que o SL Benfica. A faltar 5 jogos e com ambas as equipas a jogar de forma pouco regular, Pinto da Costa não saberia se terminaria em 1º ou 2º lugar e jogou pelo seguro a pensar em todas a hipóteses.

É preciso ter uma lata para vir dizer que concordou com o adiamento a pensar no futebol português e que “não era justo obriga-los[Benfica] a jogar”. Pensou em si e no seu clube e nada mais. Se tivesse a garantia que ia ser campeão, hoje estaríamos a falar da supertaça em setembro. Que ninguém tenha dúvidas.