Pinto da Costa mete-se nas eleições do Benfica dando a entender que apoia Vieira

Advertisement

Já era de se esperar que o presidente do FC Porto viesse a público mostrar aos seus cartilheiros como se faz. Não é nada mais, nada menos que usar a mesma táctica que usou com o Deco e a Federação Portuguesa de Futebol utilizando o jornal OJogo e o Pato.

Por momentos ainda pensei que fosse outro candidato às eleições do clube pois os discursos ultimamente andam muito parecidos o que é de lamentar. Mas Pinto da Costa dá a entender que prefere Vieira a Noronha Lopes e ignora a pessoa que tanto odeia, Rui Gomes da Silva. O FC Porto depois de tanto trabalho em atacar o presidente e o Benfica da forma mais vergonhosa que alguma vez se viu, agora que há eleições, já o “ajudam” na candidatura? Só não vê quem não quer.

 

“…dirigir um clube como aquele é bem diferente de vender hambúrgueres ou batatas fritas”

 

A intenção deste discurso é fortalecer um candidato que ele acha que será melhor para o seu FC Porto. Está precisamente a fazer a chamada politica inversa atacando João Noronha Lopes e apoiando Luís Filipe Vieira. E sabe que vai ter uma linha de resposta que só favorece o candidato que ataca. Como sabe que o ódio que os Benfiquistas sentem em relação a si e ao seu clube conta, critica quem realmente apoia para que os Benfiquistas mudem de opinião em relação ao voto. Pinto da Costa não quer ficar mais 4 anos sem ver o caneco e sabe que com Vieira isso está mais próximo de acontecer do que com um novo líder.

Basta uma CMTV da vida dizer que Pinto da Costa apoia Vieira que passará a ser argumento de alguns Benfiquistas porque neste momento vale tudo. Esquecem o jogo importante na Grécia para andarem com estes discursos. Era tão que tivessem o poder de defesa/ataque que têm nestas eleições para a defesa do clube dos ataques vindos dos Rivais. Em vez disso quase que parecem aliados.

 

Depois a falta de rigor de Pinto da costa diz muito.

“Raramente vejo políticos no futebol, tirando no camarote presidencial do Estádio da Luz”.

 

José Pedro Aguiar Branco, foi ministro da Justiça no governo Santana Lopes(2004-2005) e ministro da defesa governo Passos Coelho. Uma das grande coincidências é que o filho de José Pedro Aguiar Branco, que trabalhava no escritório do seu pai, JPAB – José Pedro Aguiar-Branco Advogados, desde 2017 que trabalha no departamento jurídico do FC Porto.

 

 

João Pedro Matos Fernandes Ministro do Ambiente e da Transição Energética.

Ambos no camarote do Estádio Dragão.