“O nosso treinador só quis um de dois guarda-redes e um deles foi o que veio, enquanto outros só estiveram interessados em guarda-redes aleijados”, sinalizou o presidente do FC Porto, numa clara alusão à contratação abortada de Mattia Perin, depois de o italiano ter realizado exames médicos no Benfica.

Estas foram a ultimas declarações do presidente do FC Porto antes de um grande jogo. Se tivesse dado jogadores ao seu treinador sem ser aqueles que o filho lá coloca, talvez hoje não tinham perdido 44 milhões de euros. Mas a fanfarronice não fica por aqui.

“Muitos fazem tudo para que o Benfica ganhe, porque é o negócio deles”, registou o presidente do FC Porto, destacando “coisas que se passam noutros clubes e que são claramente encobertas”. “Temos de estar atentos e cientes de que temos de olhar em frente, continuar com as nossas boas campanhas e não permitir que nos desviem do nosso caminho”, disse. Certamente enganou-se no nome do clube. Se calhar estava a falar do filho dele.

A nós só nos interessa o jogo do jamor, mas não esperem que depois desta eliminação, eles não atirem lama para cima do Benfica. Ainda agora começou e vão ter de arranjar alguma coisa para nos atacar.