Advertisement

Porto Canal volta a truncar no julgamento de Rui Pinto

Não sabemos se será pressão ou gozo para com o que se diz em tribunal

Advertisement

Foi confirmado em Tribunal que sofriam pressões para fazer notícias anti-Benfica e agora usam a truncagem como cartão de visita.

 

O Porto Canal começa por escrever isto: Rui Pinto, criador do Football Leaks, disse, no Tribunal, na manhã desta segunda-feira, que “a tortura psicológica” no estabelecimento prisional onde esteve em Portugal “foi constante”.

A outra imprensa no geral citou as declarações do hacker dizendo que eram sobre o tempo em que ficou preso na Hungria.  “Só podia tomar banho três vezes por semana, a alimentação era completamente medíocre. Os guardas prisionais não me viam com muitos bons olhos por causa da situação do Cristiano Ronaldo com [a alegada violação] de Kathryn Mayorga. A tortura psicológica era constante”

Em momento algum, Rui Pinto disse que teve momentos de tortura psicológica no estabelecimento em Portugal. Disse que o teve no momento em que recordava a sua detenção na Hungria.

O Porto Canal ou é falta de rigor, ou simplesmente fazem da truncagem e manipulação dos factos a sua vida.

Leia também: “Não havia interesse público na divulgação dos emails” – Luís Bernardo

Ex-diretora do Porto Canal denuncia pressões do FC Porto – Vídeo

 

 

DEIXE A SUA RESPOSTA

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo