O esclarecimento de António Joaquim Piçarra, que preside também ao CSM, surge após declarações à SIC da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes.
O presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) esclareceu hoje que nunca aceitou convites de qualquer clube de futebol para assistir a jogos e repudiou “insinuações gerais de parcialidade da justiça” em relação aos clubes.

“Esclareço que nunca aceitei convites de qualquer clube de futebol para assistir a jogos”, declarou à Lusa António Joaquim Piçarra, acrescentando: “Repudio, em nome pessoal e como presidente do STJ e do Conselho Superior da Magistratura [CSM ] , insinuações gerais de parcialidade da justiça que têm surgido a este propósito”.

O esclarecimento enviado à agência Lusa por António Joaquim Piçarra, que preside também ao CSM, surge após uma notícia do jornal Record sobre declarações à SIC da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes, bem como um “tweet” da diplomata em que esta diz constatar que o primeiro de uma lista de juízes contemplados com bilhetes “grátis” do Benfica é “hoje presidente do STJ e, simultaneamente, do CSM”.