Advertisement

“Que eu saiba, as leis dizem que pode haver contacto. Isto não é basquetebol!”

Advertisement

Jorge Jesus mostrou-se crítico para com a atuação de Manuel Mota no duelo entre Benfica e Boavista, em especial por conta do golo anulado a Adel Taarabt.

“Os árbitros, com esta nova lei do contacto, refugiam-se nela. Tudo o que é contacto marcam falta. Não interessa se é a favor do Benfica ou não. O futebol, que eu saiba, as leis dizem que pode haver contacto. Isto não é basquetebol! No basquetebol é que não pode haver contacto e, mesmo assim, quando dois jogadores se encontram na disputa da bola há contacto. No futebol, quando há contacto, tudo o que sejam estes lances a cobrir espaço… Os árbitros não entendem nada disto, como não jogaram… Não têm conhecimento do jogo, só das leis, mas o jogo tem coisas além das leis. Os árbitros deviam fazer uma reciclagem com as pessoas do futebol, para explicar que há momento do jogo em que as leis são o menos importante. Não é só em Portugal, pois noutros países acontece o mesmo. Qualquer coisinha, o jogador protege o espaço, não é ele quem toca, eles [os adversários] é que vão com a cara e os braços e depois “ai!!!”. Os árbitros vão atrás, têm tempo para reverter, têm VAR… Para além disso, na jogada do Adel, ele tem de deixar acabar a jogada. Não deixou acabar. Penso que todos têm de conversar, pois de certeza que o nosso futebol vai melhorar. Porque o grande problema são estas discussões sobre os árbitros. Todos se queixam, se pensarmos todos, o que está errado aqui se todos nos queixamos deles? Temos d eir ao encontro disso. O que está errado?”, questionou, em declarações à BTV.

Advertisement

DEIXE A SUA RESPOSTA

Advertisement

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo