Home IMPRENSA Quebra na venda de jornais e revistas levam à Sábado a promover...

Quebra na venda de jornais e revistas levam à Sábado a promover o Correio da Manhã

A Sábado lançou uma notícia da dizer que o seu “irmão” mais velho conseguiu 62,8% da quota de mercado. Tudo porque o Diário de Notícias passou a semanário por falta de vendas. Só que, como não agrada publicar a verdade, a Sábado não faz referencia ao que deixaram de vender. O Correio da Manhã vendeu em média diária 81744, tendo tido uma redução de 7,8% comparativo ao período homologo, no entanto, de acordo com os dados oficiais da apct, a média diária foi de 86359, o que significa que a redução é de 7,25% comparativamente ao ano anterior.

Os dados oficiais da APCT referentes às vendas de jornais e revistas de Janeiro a Agosto de 2018, sendo que os resultados quando comparados com o período homólogo de 2017 são aterradores. A campanha anti-Benfica está a provocar danos irreversíveis, pelo que os Benfiquistas deverão continuar a boicotar completamente estas publicações que de forma reiterada tentam prejudicar o nosso clube.

Correio da manhã – Menos 6751 jornais por dia. Quebra de 7,25%
Record – Menos Menos 3291 jornais por dia. Quebra de 8,7%
Sábado – Menos 1845 por dia. Quebra de 4,2%
Diário de noticias – Menos 1877 jornais por semana. Quebra de 13,14%
Jornal de noticias – Menos 2686 jornais por dia. Quebra de 5,3%
OJogo – Menos 198 jornais por dia. Quebra de 1,1%
Expresso – Menos 3940 jornais por semana. Quebra de 4,3%