O jornal Record é aquele tipo de jornal que lida mal com a critica e acha que as pessoas não têm direito à liberdade de expressão. E é nesses termos que emitirei sempre a minha opinião em relação a assuntos que dizem respeito a este jornal. Agora vamos ao que interessa.

Quem lê as gordas pensa que o jogador do Benfica se portou mal, levou um raspanete do líder da federação e rapidamente vão ler o que se passou. Uns preocupados, porque o atleta até representa o seu clube, enquanto outros esfregam as mãos para meter o Benfica e o jogador numa nova polémica. Acontece que ao lerem o conteúdo, há uns que ficam tristes por não se poder dizer muito em relação ao assunto, pois afinal quem levou o raspanete foi o grupo de trabalho onde o Adel está incluído. Notícia seria se o Taarabt não tivesse ouvido o raspanete, agora se foi o grupo qual é mesmo a dúvida? O Taarabt estava lá, ia ser excluído?

Vejam lá se não foi por falta de um abraço ou por os jogadores exigirem dois milhões ou nada ou porque o JJ também anda a atormentar aquela selecção. Talvez seja pelo Taarabt tenha sido capitão num jogo.