O desespero que vai naquela comunicação leva a um tipo de serviços irracionais nunca antes visto. Lembra-se quando truncaram e-mails e foram desmascarados pela ERC? Aqui acontece a mesma coisa. Aproveitam-se de um lamentável episódio para atacar o Benfica. De manhã sai a triste noticia de terem vandalizado a casa de um árbitro. Depressa se percebeu que não foram pessoas do Benfica.

Mais tarde e depois do Benfica ter respondido à letra a quem tentou atirar as culpas ao Benfica, lembraram-se de usar um site(VER AQUI) para colocar uma foto de quem foi lá praticar um crime junto de uma página Benfiquista. Devo confessar que eu vi esta publicação aqui.

Olhando para a print vê-se logo que o layout do facebook é antigo. Deve ter uns 3 anos. Depois se a print foi colocada alegadamente de madrugada, diz que foi na madrugada de quinta. Bem os muros ficaram um dia inteiro assim? Ninguém viu? Veja o layout do facebook atualmente e compare.

Para ajudar à festa, o Record decidiu fazer noticia desta manipulação rasca. Ignorou completamente as evidências e limitou-se a atribuir as culpas ao Benfica e à sua comunicação.

Depois de serem desmascarados, Francisco J Marques apaga o tweet. O record actualiza a notícia acrescentando que a publicação tinha sido apagada e mais tarde decide apagar a noticia por completo. Pelo meio as pessoas foram enganadas, o nome do Benfica foi ligado a actos que repudia e as desculpas não foram pedidas.

Estão desesperados e dar tudo por tudo até não ser mais possivel. Enquanto nós só pensamos em ver o Benfica a festejar no Marquês, há outros que veneram as publicações do Marques.