Record transforma empréstimo obrigacionista em passes penhorados no Benfica

Hoje o jornal Record decidiu escrever isto: “O Benfica tinha oito jogadores com passes penhorados a 31 de dezembro de 2018 como garantia de um empréstimo bancário, entre os quais Raúl Jiménez e Lisandro Lopez: o avançado mexicano já foi contratado em definitivo pelo Wolverhampton, ao passo que o central argentino está cedido ao Boca Juniors”.

Na sua versão em jornal vem isto:

Então o Benfica deixou de cumprir com as suas obrigações para os passes dos jogadores terem sido penhorados? Não deixou! Tanto que volta a anunciar uma oferta pública de 25 milhões com uma taxa de juro de 3,75%.
Querem fazer as pessoas de parvas tentando passar a mensagem de que o Benfica tem passes de jogadores penhorados, quando não há nenhuma execução por incumprimento. Se assim fosse, o que poderíamos dizer, por exemplo, do Sporting? Que não cumpre com os pagamentos, tem dívidas que nunca mais acabam e perdões dos bancos?

De uma vez por todas, querem ser sérios ou querem ser tratados como lixo?
Ainda ontem o director do mesmo jornal, falava tão bem sobre os discursos saudáveis dos treinadores e ex-treinadores do Benfica, pedindo que não se visse o assunto como polémico. Hoje o seu jornal aparece com este triste e lamentável episódio. Para os autores da notícia, o país inteiro está penhorado.