Advertisement

Resumo do jogo em que o Fisco desconfia de facilitismo

Advertisement

Já há mais detalhes, sobre a suposta suspeita de facilitismo por parte do SC Braga ao Benfica. Não comprei, nem compro o Expresso e por isso esperei pela imprensa audiovisual, que não entra nestes campeonatos da polémica para obter lucros, para saber do que se trata.

Então o suposto jogo é referente à época 2009/10, no Estádio da Luz. Ano em que o Benfica e SC Braga lutaram pelo titulo até ao fim. Para o fisco e para a imprensa que faz a notícia, sem fazer um trabalho de pesquisa honesto, o jogo da jornada 24, foi uma abertura de pernas, tipo aqueles pagamentos de faturas que não constavam no R&C, a meio de um jogo adiado. Este é o resumo(guardado para o caso de apagarem da internet).

Advertisement

SL Benfica e SC Braga separados por 3 pontos, na luta pelo título e que uma das equipas era a sensação, por não ser a dos 3 mais titulados. Do outro lado estava uma equipa que goleava nas competições internas e externas. Pelos vistos para o fisco e para a imprensa que o acompanha, há uma suspeita.

Advertisement

A parte mais fantástica da história

Segundo o Expresso, o Benfica terá pago, em 2009, mais de 5,5 milhões a Bruno Macedo pela comissão da compra de Talisca ao Bahia e pela sua venda para a China. Isso mesmo. O Fisco e o Expresso suspeitam que o Benfica pagou a Bruno Macedo uma comissão em 2009 de uma compra em 2014 e de uma venda em 2018. Talisca em 2009 tinha 15 anos.

E é isto. Um jornal fez capa com um jogo suspeito em que os dois clubes lutaram pelo titulo até ao fim. Tudo porque o Benfica tinha uma bruxa e sabia que tinha de contratar Talisca – que em 2009 tinha 15 anos – a 5  de julho de 2014 e vender ao GZ Evergrande em 2018(empréstimo/venda). Também gostava de ter uma bruxa que a prever vendas de 22 milhões de euros.

 

DEIXE A SUA RESPOSTA

Advertisement

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo