Inicio IMPRENSA RTP defende os programas desportivos

RTP defende os programas desportivos

Depois de, esta segunda-feira, a SIC ter decidido terminar dois programas de comentário desportivo devido à “toxicidade” e clima de guerrilha comunicacional dos clubes, a Direcção de Informação da RTP afasta-se de uma decisão semelhante no canal público, considerando que a estação não tem programas “ruidosos” que dão assento a representantes de clubes.

“Na RTP, há muito se decidiu terminar alguns formatos ligados ao futebol. Felizmente, não temos programas ruidosos e comprometidos nem comentadores ‘tóxicos’. O que não impede alterações, mantendo o debate, o pluralismo e a civilidade, marcas de serviço público, que devemos honrar. Não apostamos nem apostaremos em programas de diatribes, rumores ou insinuações”, pode ler-se numa nota assinada pela Direcção de Informação do canal.

O canal público tem, actualmente, três programas dedicados ao comentário desportivo: o Trio D’Ataque, em funcionamento desde 2004; o Grande Área, com oito anos de existência; por último, o programa Grandiosa Enciclopédia do Ludopédio, iniciado em 2015.

Nesta nota assinada pela Direcção de Informação, a RTP rejeita ter representantes de clubes, garantindo que todos os comentadores foram escolhidos com os critérios de serviço público prestado pela estação.

“Tratamos o desporto e o futebol como tratamos os outros domínios da vida pública”, finaliza a RTP.

Na segunda-feira, a SIC decidiu terminar com os dois programas de comentário desportivo que recebiam comentadores afectos a FC Porto, Benfica e Sporting, vulgarmente conhecidos como “os três grandes”. A estação invocou um clima tóxico como justificação para a decisão.

“Esse ambiente de toxicidade que se foi criando à volta deste tipo de programas, e para o qual contribuem muito os próprios clubes e as suas máquinas de comunicação, coloca-nos perante uma situação de que chegou a altura de terminar este tipo de programas na SIC Notícias”, explicou o director de Informação da Impresa, Ricardo Costa.

Contra a “toxicidade”, SIC Notícias acaba com programas com comentadores que representam clubes de futebol
Por sua vez, a TVI ainda não anunciou oficialmente qualquer decisão para estes temas. Fonte oficial da estação adiantou na segunda-feira ao PÚBLICO que a decisão está “tomada há várias semanas” e será comunicada após a final da Taça do próximo sábado. A mesma fonte reiterou, contudo, que a TVI tem uma “boa tradição de programas com outro registo”, citando o Mais Futebol.