O Benfica passou pela margem mínima na visita ao reduto do Montalegre, do Campeonato de Portugal, numa partida na qual segundo Rui Vitória o importante e fundamental era conseguir o apuramento para os quartos-de-final da Taça de Portugal. Na ótica do técnico do Benfica, o clube da Luz continua num período de retoma e com o surgimento dos resultados positivos as exibições também irão melhorar.

“O Benfica conseguiu a passagem num jogo de Taça. Sabemos que é normal as equipas de escalões inferiores transcenderem-se. Esta equipa do Montalegre fez uma boa exibição. Receberam-nos muito bem, com exceção do terreno, que se tornou difícil em certas zonas. Faltou fluidez no jogo, mas isso é mérito do Montalegre. Em relação a fazer golos, é mais do mesmo. Tivemos oportunidades e não fizemos. Neste jogo mudámos vários jogadores – temos de mudar! – e era natural que o ritmo e qualidade não aparecesse. Mas o fundamental e importante era a passagem”, começou por referir, em declarações à RTP3.

Fase de retoma

“Estamos numa fase de ir adquirindo consistência. Hoje com o aspeto positivo de a manter mesmo mudando jogadores. Por isso, o objetivo passa por aí, ter solidez e ir ganhando. Com a confiança dos resultados vamos melhorar a qualidade e voltar àquilo que temos qualidade para fazer. É um período de retoma que tem de ser feito assim. Olhando o jogo desta forma, gerindo em relação ao que vem pela frente e também olhando para o cansaço acumulado. É esse o objetivo”

Críticas

“É evidente que esta vida de treinador é como é. Todos sabemos que é mesmo assim. Estou completamente tranquilo. A minha forma de trabalhar é esta e agora há que preparar o próximo jogo, para irmos com vontade de ganhar”

Renovação de Salvio

“Isso são questões que não vale a pena falar. É entre o clube e o jogador e não é o momento apropriado para o fazer”