Segundo maior resultado positivo da história

Advertisement

A SAD do Benfica lucrou 41,7 milhões de euros entre julho de 2019 e junho de 2020, acumulando sete anos de resultados positivos. A dívida líquida caiu.

A venda de jogadores permitiu à SAD do Benfica ter lucros de 41,7 milhões de euros na época de 2019/2020, próximos dos 44,3 milhões de euros registados na época de 2016/2017, a melhor de sempre em termos financeiros, segundo o clube. A última época foi a sétima em que os encarnados conseguiram ter um resultado líquido positivo.

“O resultado líquido do período ascende a 41,7 milhões de euros, ficando próximo do melhor resultado de sempre da Sociedade, correspondendo a uma melhoria de 48,7% face ao período homólogo e tratando-se do sétimo exercício consecutivo em que a Benfica SAD termina o ano com lucro”, lê-se no comunicado enviado pelo clube à CMVM esta quarta-feira.

Comunicado à CMVM

Os resultados do Benfica foram impulsionados pelas mais-valias com as alienações de direitos de atletas, isto é, a venda de jogadores da equipa principal de futebol, nomeadamente a de João Félix. Ao todo, os rendimentos com estas vendas chegaram aos 145,2 milhões de euros, mais 58,9% face aos 91,4 milhões de euros da época anterior.

Este lucro é alcançado mesmo com o impacto da pandemia nas contas do clube. Segundo o comunicado, “os rendimentos operacionais (excluindo transações de direitos de atletas) ascendem a 140 milhões de euros, o que equivale a um decréscimo de 3,8% face ao período homólogo, sendo de destacar os impactos negativos associados à COVID-19“.

“Os rendimentos totais ascendem a 294,4 milhões de euros, o que corresponde ao valor mais elevado de sempre alcançado pela Sociedade, ultrapassando o anterior máximo alcançado no período homólogo, relativamente ao qual apresenta um crescimento de 20,5%”, conclui a Benfica SAD.