Inicio IMPRENSA Só os RIVAIS é que podem estar AZIADOS com a chegada de...

Só os RIVAIS é que podem estar AZIADOS com a chegada de reforços

Depois do Benfica ter apresentado 3 reforços que não imaginaríamos que um dia vestissem a camisola do Benfica, as azias começaram a aparecer como era de esperar. Fazendo dois exercícios de comparação vai perceber a enorme azia que por aí anda.

O Benfica foi buscar Júlio César com uma bagagem recheada de troféus. Não se deu valor e até foi apelidado de jogador acabado que vinha ganhar uma boa reforma em Portugal. Casillas trocou o Real Madrid pelo FC Porto, só faltou ser feriado nacional em todas as redacções deste país. No Benfica tudo é colocado em causa até ao dia em que se festeja como nunca. Uns chamam-lhe exigência e outros fazem-no nas salinhas escuras do estádio.

O mesmo está acontecer com os últimos reforços do Benfica que há um ano não passariam de um sonho. Em vez de se elogiar o Benfica tal como se elogiou o Porto, por conseguir trazer jogadores para a liga portuguesa, não, atiram com as eleições etc etc etc. Típico exercício de quem anda aziado e se recusa a elogiar o clube por conseguir trazer jogadores com nome. E nem são rigorosos pois o ano passado não estávamos em tempo de eleições e chegámos aos 70 milhões ou mais em compras. O mesmo aconteceu no ano anterior.

Enquanto ex-jogadores, treinadores como Mourinho e todos os reforços internacionais contratados explicam porque optaram pelo Benfica, outros de forma surpreendente usam e abusam da narrativa dos rivais para poderem atacar o Benfica. Só falta fazerem uma festa se o clube falhar uma contratação.

Faz lembrar o ano em que o Benfica foi roubado na Liga Europa e em Portugal só dava “herói Beto”. Parece que o Benfiquista está proibido de estar feliz com as contratações e ansioso para que tudo regresse à normalidade. Há quem esteja sempre pronto para “roubar” esse sentimento. E esses só podem ser rivais do Benfica. Só eles é que podem estar aziados com as ultimas movimentações do Benfica.

Ainda vamos ver os cientistas da bola e os lesados do 10 a questionar a competitividade da liga portuguesa. O que para mim seria um bom sinal.