Que o presidente daquela colectividade queira fazer os seus associados de parvos dizendo que está tudo bem atacando o Sport Lisboa e Benfica, imprensa e outros agentes no mundo do desporto é lá com eles, agora não passam é um atestado de falta de inteligência aos Benfiquistas e a outros adeptos do futebol.

A imprensa desportiva bem como a não desportiva fala no Sport Lisboa e Benfica por necessidade de vender, não porque os “jornalistas” na maioria sejam sócios e adeptos do clube, muito pelo contrário. O Ditador verde e branco desde que está à frente da colectividade situada no Lumiar, tem passado a mensagem de que a imprensa é anti sporting e só vende Benfica porque é tudo objecto de marketing. Basta ver o jornal Record e correio da manhã, pertencente ao grupo cofina que por sua vez Álvaro Sobrinho detém uma fatia desse empresa tal como detém da Sporting SAD, para ver os inúmeros ataques ao clube da luz com artigos de opinião sedentos de raiva e azia de um clube que se fez grande e não como outros que andaram sempre atrás da sua sombra. Esses inúmeros ataques são atenuados com entrevistas de jogadores do Sport Lisboa e Benfica ou com apenas um artigo de opinião da Leonor Pinhão.

No fim de semana passado o presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, chamou à atenção para o que estava acontecer nas arbitragens do clube ao qual lidera e os benefícios com que os outros têm sido presenteados a cada jornada que passa. O Presidente foi mais longe e falou na táctica do barulho que o sporting tem feito desde o inicio do campeonato condicionado todos os agentes do desporto em portugal. Das inúmeras entrevistas que os responsáveis do sporting dão ao falar em vouchers, coros de são Gabriel e nomeações antes dos jogos quando o árbitro não lhes agrada, Vieira ataca ao dizer que pelo menos ele e o seu treinador não fazem almoços de briefing com jornalistas de diferentes redacções e canais de televisão.

No dia 23 tal como o “Bola na rede” fala, Jorge Jesus foi “apanhado” com uma mão cheia de “jornalistas” a almoçar no restaurante Coelho Da Rocha em Campo de Ourique. José Manuel Freitas, Rui Pedro Braz (TVI24), Miguel Prates (Sport TV), João Bonzinho (ABola) e José Ribeiro (Record) foram os que almoçaram com o treinador do sporting juntamente com o seu advogado. Com a táctica do Pina na TVI24 a ficar cada vez mais gasta e com o Rui Santos a perder cada vez mais força, Jorge Jesus quer expandir a campanha falando com outro tipo de peixe. Adoça a boca dos meninos para que seja publicado o que ele quer no tempo certo. Aproxima-se o clássico e provavelmente o almoço serviu também para definir estratégias a utilizar na imprensa.

Foto BnrB
Foto BnrB

É chamado pelo sporting de “Marketing de imprensa” quando falam do Sport Lisboa e Benfica mas o que é certo é que quem almoça com “jornalistas” é o treinador de um clube que se queixa deles e que os ataca constantemente.

Vamos continuar a comprar e a dar credibilidade a gente que se vende?