A UEFA anunciou, esta sexta-feira, que abriu um processo disciplinar ao FC Porto por ser acusado de “comportamento racista”, na sequência do jogo diante do Young Boys (2-1), ocorrido ontem e referente à 1.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa.

O organismo que rege o futebol europeu e que é responsável pela Liga Europa não especifica o episódio que motiva a abertura do processo, mas refere que em causa estão “cânticos” que são atribuídos ao referido “comportamento racista”.

Ainda assim, o catalisador desta investigação estará ligado aos alegados insultos racistas proferidos pela claque portista aquando do primeiro golo do Young Boys, marcado por N’Same, na conversão de uma grande penalidade ainda na primeira parte.

UEFA informa, na mesma nota, que a 26 de setembro, data da próxima reunião do Comité de Ética e Disciplina da UEFA, sairá uma decisão e/ou um castigo para o FC Porto.