Um clube condenado, um treinador que se demite e um ex-jogador do FC Porto que comete penalti

Advertisement

Sejam muito bem vindos à Liga Portugal liderada por um ex-árbitro com dois adeptos do FC Porto à frente de uma federação.

A jornada 12 ainda não terminou mas vão fazer questão de a fazer esquecer rapidamente. O FC Porto defrontou o Moreirense SAD porque o clube foi condenado por corrupção desportiva. É graças a uma criação de uma SAD que o Moreirense está na primeira liga.

O seu treinador era César Peixoto até ao dia que a direção decidiu meter-se nas opções do treinador. Com quem iam jogar FC Porto. O Treinador que jogava num 5-3-2 e que tinha todos os centrais disponíveis, tinha vindo a apresentar bons resultados para um treinador que tinha acabado de chegar.

O Moreirense sem treinador, foi ao Dragão num surpreendente 3-4-3 com o Steven Vitória a ficar fora, dando lugar ao Ex-FC Porto Nahuel Ferraresi. E quem fez o penalti ridículo numa altura em que a equipa de Cónegos estava a atacar bastante? Pois, o Ferraresi. Foi de propósito? Obviamente que não porque como jogador nem no Campeonato de Portugal tinha lugar. Passou o jogo todo fora da partida. No 3º golo dos azuis e brancos anda a passo dentro a área.

No final foi confortado pelo treinador do FC Porto.

Muito azar um clube condenado por corrupção ter um treinador que se despede por intromissão da direcção nas opções técnicas antes de um jogo no dragão e que vê um ex-jogador do FC Porto ser titular para fazer um disparate daqueles.

Fosse o Benfica… Imagine só se fosse o Benfica. Está tudo em silencio, imprensa, tv´s e principalmente os clubes que permitem este tipo de situações de forma natural. Se for preciso ainda vão defender o azar e a coincidência.