Terça-feira, Julho 7, 2020

VARANDAS FERNANDES: “O Benfica tem sido atacado de forma inexplicável e injusta”

O vice-presidente do Benfica reagiu à interditação do Estádio da Luz por um jogo decidida pelo Conselho de Disciplina da FPF. “A cada dia que passa, percebemos melhor esta dualidade de critérios que está a ser aplicada”, apontou.

O vice-presidente do Benfica Varandas Fernandes, em declarações ao programa “Bola Branca” da Rádio Renascença, reagiu ao castigo de um jogo à porta fechada no Estádio da Luz aplicado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

“Se não for revogada esta decisão, vamos recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto. Se ainda assim não for revogada, o Benfica vai ainda mais longe e acionará todos os meios legais ao seu dispor com vista a reverter esta decisão que, no nosso entender, é contrária à lei e é desajustada. Não pode haver dois pesos com duas medidas”, afirmou Varandas Fernandes.

“É um exagero, é uma anedota. O Benfica, quando é atacado, defende-se respeitando a lei e de forma ajustada. É um Clube com muita história, pergaminhos e já deu muito ao País. O Benfica tem sido atacado de forma inexplicável e injusta”, completou.




A decisão do Conselho de Disciplina diz respeito ao jogo entre o Estoril e o Benfica da época passada no Estádio António Coimbra da Mota, partida cuja responsabilidade de organização recaía sobre os estorilistas.

“A organização do jogo competia ao Estoril SAD. Tinham de assegurar a segurança, a vistoria, a inspeção. Competia ao Estoril SAD e não ao Sport Lisboa e Benfica. Num primeiro momento não houve atraso; num segundo momento houve, de facto, um atraso de 40 a 45 segundos que coincidiu com o nosso segundo golo. Este é um dos motivos que levam à proposta de punição”, explicou.

O castigo aplicado às águias levou Varandas Fernandes a recordar outros casos noutros estádios que passaram incólumes.




“Eu só lamento é que haja situações noutros jogos. Vejo invasões, agressões, arremesso de tochas… e não vejo acontecer nada”, lembrou.

Para o vice-presidente há uma diferença de tratamento por parte das instâncias do futebol português em relação ao Benfica e a outros emblemas.

“A cada dia que passa, percebemos melhor esta dualidade de critérios que está a ser aplicada. O desafio que lançámos mantém-se num manto de silêncio. Nem Federação, nem Liga fazem a identificação das preferências clubísticas dos seus representantes, diretores e dirigentes”, apontou.


O Benfica foi o primeiro clube que milita na Liga NOS a construir uma caixa de segurança no seu Estádio, aspeto que revela a preocupação do Clube para com o bem-estar dos adeptos, situação que, na altura, levantou muita polémica.

“Quando se montou a caixa de segurança houve muita polémica e crítica ao Benfica por colocar uma rede ou uma caixa de segurança. Respeitando as regras internacionais, esse era o caminho e um investimento de forma a melhorar a segurança dos jogos no nosso Estádio. Na altura fomos muito censurados. Não quero estar a mentir, mas julgo que fomos o primeiro clube em Portugal a fazer essa caixa de segurança. Nunca nos demitiremos das responsabilidades que temos para com o futebol português e vamos continuar a combater todas as injustiças de que estamos a ser alvos”, assegurou.

Notícias

Supremo Tribunal Administrativo mantém a multa contra o FC Porto

O Supremo Tribunal Administrativo (STA) validou um recurso da Federação Portuguesa de Futebol e manteve a multa de 15 300 euros que o Conselho...
- Advertisement -

Bonita capa do Record. Contribui e muito para a pacificação do futebol português

O Benfica neste momento está à procura de treinador e não de jogadores. Desde o verão passado que falam na possibilidade de Helton Leite...

ABola começa com Renato Paiva e termina com “Veríssimo não encontrou qualquer resistência”

As notícias da Abola têm sido algo caricatas quando se trata do Benfica. Ontem tivemos um post do Renato Paiva em que se referia...

Vídeo: SIC usa fake news para alimentar a crise do Benfica

Há hora que se escreve este artigo ainda não se sabe de nada quanto ao futuro de Bruno Lage. O Benfica está em crise...

OUTROS POSTS

Supremo Tribunal Administrativo mantém a multa contra o FC Porto

O Supremo Tribunal Administrativo (STA) validou um recurso da Federação Portuguesa de Futebol e manteve a multa de 15 300 euros que o Conselho...

Derbi diante o Benfica vale mais de 7 mil euros de multa por comportamento de adeptos

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou esta terça-feira a aplicação de uma multa de 7650 euros ao Sporting,...

Benfica emite nota sobre o treinador

A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informa que o treinador Nélson Veríssimo irá comandar a equipa de Futebol Profissional até ao final...

Já é conhecido o árbitro para o Famalicão-Benfica

Jorge Sousa, árbitro da AF Porto, foi nomeado pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol para apitar o Famalicão-Benfica, jogo da 31.ª jornada...