Record diz que o Benfica está no mercado por um central

14

O Benfica está no mercado em busca de um defesa-central. Ao que Record apurou, Luís Filipe Vieira já avalia por esta altura alguns nomes, tendo claramente definido o perfil do jogador a atacar, se assim for essa a decisão final. O nosso jornal sabe que os tetracampeões procuram um elemento com capacidade para poder entrar de imediato na equipa, neste caso formando dupla com o central mais utilizado até ao momento: Luisão.

A ideia será, pois, assegurar um defesa com mais velocidade, que possa tornar-se um bom complemento para o capitão nesta época. No entanto, o planeamento na Luz é feito a médio/longo prazo e é também a pensar na fase descendente da carreira do internacional brasileiro que a SAD aponta já a um outro central de créditos firmados, que possa no futuro garantir uma transição ‘natural’.

Sem discriminação por nacionalidades, Filipe Vieira deu indicações precisas no sentido de auscultar o mercado europeu, evitando assim os normais períodos de adaptação para os atletas que chegam, por exemplo, da América do Sul. Afinal, a janela de transferências invernal é muito específica e, ao encurtar o dito período de ambientação, leva a SAD a apontar a um alvo mais cirúrgico.

Qualidade a bom preço

Numa altura em que procura reduzir o investimento, o responsável máximo do emblema da Luz não deixou de garantir aos sócios na última assembleia geral que, se tiver de ir ao mercado, assim o fará. Ora, depois da venda de Lindelöf ao Manchester United, os tetracampeões optaram por se reforçar internamente com a maior aposta em Rúben Dias, mantendo Kalaica sempre em fase de maturação. No entanto, o arranque aos soluços veio colocar a nu algumas fragilidades, com presidente e equipa técnica a chegarem à conclusão de que é mais prudente acautelar janeiro com um novo defesa-central na manga.

E apesar de não existir grande abertura para investimentos avultados, a SAD benfiquista aponta a alvos que possam chegar com uma boa relação preço/qualidade, à imagem do alcançado com Garay, no verão de 2014. Aí, o Benfica ofereceu a Jorge Jesus um internacional argentino proveniente do Real Madrid, tendo desembolsado qualquer coisa como 5,5 milhões de euros por metade dos direitos económicos. A chegada de um novo central fragiliza, de resto, a situação de Lisandro López (ver peça à parte), que assim perderia espaço no plantel.

Lateral-direito devidamente acautelado

A SAD ausculta o mercado em busca de um central e é por essa posição que está mais ativa, mas nem por isso Luís Filipe Vieira deixa de acautelar a eventual necessidade de atacar um lateral-direito. Rui Vitória tem estado agradado com a resposta e evolução de Douglas e o jogador cedido pelo Barcelona terá oportunidade de se estrear contra o Olhanense. Depois, deverá ter duplo teste de fogo com o Man. United, mas também sabe que, se não fizer metade dos jogos que faltam até final do ano, poderá regressar à Catalunha. E por isso mesmo Filipe Vieira joga… à defesa.

Lisandro López insatisfeito

Uma gripe afastou Lisandro López do encontro com o Boavista, no Estádio do Bessa – a 16 de setembro – mas, apesar de ter recuperado logo para o jogo seguinte, o defesa-central argentino, de 28 anos, nunca mais entrou no lote de opções de Rui Vitória, situação que o tem deixado insatisfeito.

Em conversa com o nosso jornal, o empresário do camisola 2, Gustavo Goñi, dá conta do descontentamento do futebolista, que não percebe os motivos para não entrar nas escolhas de Rui Vitória.

“É muito estranho o que se está a passar com o Lisandro no Benfica. Sempre que saiu da equipa foi devido a problemas físicos e nunca devido ao baixo rendimento em campo. Esta última vez saiu devido a uma gripe, só isso”, disse-nos o representante do camisola 2. O argentino, recorde-se, esteve em campo pela última vez a 12 de setembro, na derrota caseira frente ao CSKA Moscovo (1-2).

COMPARTILHAR