Advertisement

Benfica multado em mais de 15 mil euros

Advertisement

“Não sei se é por culpa da arbitragem. Ao minuto 70, é um lance capital, porque é penálti. Criámos oportunidades suficientes para fazer golo. O guarda-redes teve mérito. Se temos o VAR para analisarmos situações…Por princípio, não gosto de falar de arbitragens, mas hoje não percebo o que é que o VAR não viu. A pergunta é: temos o VAR para quê?”. disse na altura o treinador do Benfica.

Advertisement

“Entretanto os dias passam e continuamos sem saber quanto tempo vão ficar de fora das nomeações Manuel Oliveira e André Narciso, árbitro e vídeoárbitro, respetivamente, da partida com o Vizela e principais responsáveis pelo erro gritante da grande penalidade por assinalar na área dos vizelenses.

Assim como está por esclarecer ainda, nomeadamente através da divulgação pública dos áudios, o que foi dito entre a equipa de arbitragem na avaliação do tal lance.
A transparência é fundamental para que haja confiança. E tem de haver competência também. O VAR chegou com o intuito de auxiliar a muito difícil tarefa de se arbitrar um jogo de futebol, não o de criar mais polémica. É manifestamente incompreensível como são pelo menos nove os pontos sonegados ao Benfica nesta edição do Campeonato por erros de arbitragem clamorosos, facilmente evitáveis caso o VAR tivesse intercedido corretamente conforme lhe compete”, escreveu o Benfica através da sua newsletter.

Advertisement

Isto valeu 15.300 euros ao Benfica por fortes críticas à arbitragem. Quem o considera é o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol. Depois de ambos terem ido para a jarra nos jogos seguintes, o Conselho de Disciplina da FPF faz de conta que não erraram e vem agora aplicar uma multa meses depois.

DEIXE A SUA RESPOSTA

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo