Advertisement

Benfica volta a atacar o VAR

Advertisement

A News Benfica de hoje é dedicada ao jogo com o Famalicão, no qual, mais uma vez, ficou evidente que a arbitragem portuguesa, nomeadamente no que respeita ao recurso à videoarbitragem, tem muito a melhorar. E fazemos também um breve resumo da restante atividade benfiquista.

1
Na opinião de Nélson Veríssimo, “foi um jogo em que fomos superiores em tudo, menos na concretização das oportunidades que tivemos perto da baliza adversária”. O nosso treinador salientou também: “A equipa não começou o jogo como queríamos, teve dificuldades no processo ofensivo e não jogou com a velocidade que devia, mas foi crescendo com o jogo. As oportunidades foram surgindo com naturalidade.”

Advertisement

2
E Veríssimo abordou mais uma decisão de arbitragem prejudicial ao Benfica num lance capital do jogo: “É inequívoco que o lance na área do Famalicão é grande penalidade passível de ser assinalada. O árbitro, em qualquer situação, devia tirar a sua impressão. Não o fez porque, do outro lado, alguém lhe disse que não era. Ficou um penálti por marcar.”

3
É tempo de uma reflexão profunda sobre o VAR, tantos têm sido os erros e as omissões em prejuízo do Benfica.

A longa lista de incongruências inclui Estoril fora, Moreirense, Gil Vicente e Vizela em casa. Agora, Famalicão. Importa somar ainda o primeiro golo do FC Porto, em que há mão no decurso do lance, numa altura em que o jogo se encontrava empatado a zero e, dessa forma, com clara influência no resultado final. Importa ainda relembrar as duas expulsões perdoadas ao Sporting a semana passada. Demasiados erros e demasiados pontos em causa, com um padrão firme: prejuízo para o Benfica.

4
É, insistimos, tempo para uma reflexão profunda e abrangente sobre o papel do VAR e do quão importante é evoluir para uma maior justeza das suas decisões. É imperioso que o VAR não se cristalize como mais um instrumento de subjetividade e potencial manipulação no futebol português. É tempo, por isso, de encararmos a nova época com dois pressupostos fundamentais: um VAR auditado externamente para que não subsistam quaisquer suspeitas sobre a colocação das linhas de fora de jogo; a transcrição pública dos áudios entre árbitro e VAR, em nome da transparência, da credibilidade e coerência das decisões. Em defesa do futebol português.

5
Ontem houve várias equipas do Benfica em ação. Destacamos o triunfo da nossa equipa feminina de futebol (2-0 ao Clube Albergaria) que proporcionou seis pontos de vantagem na liderança do Campeonato, com quatro jornadas por disputar. A equipa feminina de basquetebol garantiu o apuramento para a final dos play-offs, onde encontrará o União Sportiva, uma reedição da temporada passada. No andebol, empatámos a 32 na visita ao Sporting. Em futsal, 2-3 na deslocação ao Nun’Álvares. No basquetebol, com a liderança assegurada na segunda fase, perdemos, por 65-60, no Porto. No hóquei, vitória por 5-4 ao Paço de Arcos. E no futsal e hóquei (femininos) vencemos o Quinta dos Lombos e o CACO, respetivamente.

Hoje começa a final do Campeonato de voleibol. O primeiro jogo entre Benfica e Sporting é no Pavilhão João Rocha, às 18h00. Três horas depois, mas no feminino, jogo 2 de definição dos 3.º e 4.º classificados entre Benfica e Sporting, também no reduto leonino. Daqui a pouco há jogo da equipa B de futebol com o Académico de Viseu (15h30, Benfica Campus).

6
Amanhã disputa-se a final da UEFA Youth League, às 17h00, entre Benfica e Salzburgo. À quarta é de vez, é o que todos acreditamos. O jogo terá transmissão em direto pela BTV e Site Oficial do Benfica.

DEIXE A SUA RESPOSTA

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo