Bruno de Carvalho do “estão prestes a ser presos” a “Rui Pinto apurou foi demasiado grave e importante”

Advertisement

O antigo líder e expulso pelos sócios do Sporting, Bruno de Carvalho, antes de saber que Rui Pinto era o alegado autor da violação de correspondência do Benfica: “Acho que vão ser todos presos. Não tenho dúvida nenhuma. (…) já retiraram todos os documentos. E sabe porquê? Porque estão prestes a ser presos”.

Bruno de Carvalho depois de saber que Rui Pinto é o alegado autor da violação de correspondência do Benfica. “Há duas questões: primeiro, houve uma série de informação que saiu do Sporting. Mas o que saiu do Sporting, após a minha saída, sobre os salários dos jogadores, é muito mais grave para a honra do clube, porque o colocou em desvantagem perante os rivais. Não vejo nenhum processo, se calhar não foi um processo externo que deu essa informação à imprensa…”.

“O tribunal tem de fazer um trabalho que, para mim, seria complexo se estivesse no lugar deles. O que ele [Rui Pinto] apurou foi demasiado grave e importante, não só para Portugal, mas também não vou chegar aqui e dizer que o tribunal não tem de fazer um trabalho difícil. (…) Não sou investigador, não sou polícia. Espero que haja muita gente que, perante o que ele descobriu, se sente no banco dos réus. Como cidadão espero ver muita gente, muita instituição no banco dos réus pelos crimes que cometeu, apesar de terem sido obtidos da forma que foram. Seja como for, não quero passar uma mensagem de que toda a gente deve temer ver a sua privacidade violada”, acrescentou.

Ou seja, não foi o Benfica então a queixa não interessa para nada.