Carlos Lisboa arrasa Federação e tem apoio do treinador do FC Porto

Advertisement

Treinador do Benfica deixa críticas à decisão da Federação Portuguesa de Basquetebol em adiar a final-four da Taça de Portugal apenas três dias, depois dos casos de covid-19 na equipa encarnada.

“Decisão inadmissível, inaceitável. Inaceitável o que fizeram ao Benfica, viemos para aqui com dois treinos desde segunda-feira. Como sabem tivemos um surto, parámos 15 dias e voltámos na segunda-feira”.

Benfica propôs adiar mais tempo: “Propusemos à federação que adiasse à semelhança do que fez a federação de voleibol. A equipa do Sporting estava de quarentena, a federação adiou 30 dias, a federação de basquetebol adiou três dias. Claro que viemos com vontade de querer jogar e ganhar, mas não foi uma decisão certa da federação. Propusemos que adiasse, havia muitas datas disponíveis”.

Jogos seguidos: “Fico orgulhoso dos meus jogadores. Também é inadmissível, depois de pararmos desde março, que fizéssemos dois jogos seguidos, hoje, amanhã, e depois no domingo. Fico triste com a decisão da federação”.

O treinador do FC Porto também comentou as criticas deixadas pelo treinador do Benfica.

“Respeito muito o Carlos [Lisboa], respeito ao máximo a sua opinião. Honestamente, não tinha pensado nisso [no adiamento da final four por mais tempo], não sei se havia datas alternativas. Planeámos as coisas para chegar aqui o melhor possível. As diferenças de 17 e 15 pontos não acentuam a qualidade das equipas. Como disse o Carlos, a sua equipa não virou a cara à luta e penso que estiveram muito bem na segunda parte. As duas equipas estiveram irrepreensíveis em termos de esforço e vontade de vencer. Alguns jogadores do Benfica estão longe da melhor forma, é notório, mas nós também não estamos. As duas equipas precisam de trabalho.”