Advertisement

Coates não joga a bola e trava Di Maria que se isolava

É mais um lance a juntar ao penalti e ao lance do Tengsted. Curioso que deste ninguém está a falar

 

Ontem ficou evidente quem é que a Federação Portuguesa de Futebol queria na final. Hoje é a vez do Conselho de Arbitragem escolher o outro finalista. Depois das criticas recebidas no fim de semana e que passadas 36 horas, nem uma notícia sobre queixas contra o presidente e jogadores, é obvio que hoje vamos ter espetáculo. Infelizmente mais um triste espetáculo.

Advertisement

No caso do lance do Di Maria, que frente ao FC Porto, João Pinheiro até esteve bem, aqui fica por mostrar um vermelho a Coates porque não joga a bola e impossibilita o Di Maria de se isolar. Mesmo não estando tão rápido, o argentino chegava tranquilamente à baliza.

 


O Treinador tem toda a razão quando diz que o João Pinheiro e o VAR Hugo Miguel não fizeram um bom trabalho.

Agora podes seguir-nos no WhasApp e no Google Notícias

“Depois do jogo, perguntei-lhe por que não verificou a situação do penálti [sobre Rafa]. Ele deu-me um cartão amarelo, essa foi a sua resposta. Não me respondeu, só me deu o cartão amarelo, por isso ainda não sei porque é que não verificou, porque foi um toque claro, foi um penálti claro. Não quero ser aquele que está sempre a queixar-se dos árbitros. Todos viram em campo que a tomada de decisões não foi equilibrada, no geral, mas não sei. Se virem ambos os jogos, o golo que nos anularam no primeiro jogo e também esta situação, claro que foi decisivo, e isso não é bom para o futebol, porque, no final, a decisão tem de ser feita pelos jogadores, porque este é o trabalho deles, e os árbitros têm de prestar atenção para ser tudo justo. Não é fácil, às vezes estão errados, é claro, mas, se tens tantas ferramentas para tomar a decisão certa, e, no final, ainda é esta a consequência… Vemos estes dois jogos e vemos estas situações, não só a do penálti, também houve outros momentos em que podíamos ter tido livres. Não sei o que se passa neste momento com o Ángel Di María, não consigo perceber. Ele não recebe nada por tudo o que os jogadores fazem contra ele, nenhum livre, nada. A única coisa que fazem é dizer-lhe algo em campo. Não sei qual é a razão para isso, mas o que sinto depois destes dois jogos é que não recebemos nenhum benefício e recebemos mais prejuízos do que benefícios.”

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
A semana dos recados