IMPRENSAtop

OJOGO trunca as palavras do treinador do Benfica

Depois da CMTV, agora é a vez do jornal do norte

PUB

Quem lê a capa, porque duvido que o comprem, dá a entender que o treinador se queixou da falta de união do grupo de trabalho. Ao ouvirmos a conferência de imprensa, o contexto é praticamente diferente

 

Ontem a CMTV a dizer que o treinador desconfia do Florentino quando lhe deu mais força antes do jogo, e hoje OJOGO a retirar fora do contexto uma boa conferência de imprensa. Faz capa de jornal que o treinador aponta à falta de união. Ora aqui fica a pergunta e resposta do treinador.

Advertisement

 

Talvez seja o seu pior momento no Benfica. O que é necessário para dar a volta à situação?

É o pior momento na Liga dos Campeões, não o diria na Liga. Após perdermos o primeiro jogo, ganhámos sete jogos consecutivos. Talvez os desempenhos não tenham sido sempre de alto nível, mas merecemos todas as vitórias. Na Liga, estamos num bom caminho. Na Liga dos Campeões, não podemos estar felizes. Depois de três jogos, é inacreditável não ter pontos, nem golos. O mais dececionante na terça-feira [jogo com a Real Sociedad] foi a nossa mentalidade, falta de união em campo, e também o espírito no início. Esse é um dos meus principais desafios: preparar a equipa da melhor forma para os jogos e dar-lhe os conselhos e as recomendações certas. Quando jogamos como jogámos, pergunto-me o que podíamos ter feito melhor antes do jogo. Falámos sobre isso, lembrei-lhes o quão bem nós conseguimos jogar, mas também o que é necessário para jogar a alto nível. A responsabilidade de cada jogador em cada momento do jogo tem de ser diferente. Temos de fazer coisas juntos, com e sem a bola. Foi esse o fator-chave para a nossa fantástica época passada e para muitos jogos bons nesta época. A situação é esta. Sabemos o que temos de fazer e amanhã [sábado] vamos mostrar uma imagem diferente.

Pub

Segue-nos no whatsaap

Quem lê a capa acha que existe uma falta de união dentro do grupo de trabalho. Quando ao ler a resposta do treinador, facilmente percebe que se estava a referir à união e espirito dentro de campo e não fora dele. E que o grupo de trabalho tem de apresentar-se como estilo de jogo da temporada passada, juntos e não só alguns fruto de ter elementos novos no plantel ou por ainda se estarem em fase de adaptação à tática.

Leia também: CMTV cria ficção entre Schmidt e Florentino

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo
Mercado