Advertisement

Shakhtar denuncia roubo de jogadores e fala do exemplo Benfica

Clube ucraniano elogia a atitude do Benfica neste processo delicado

Advertisement

Sergei Palkin, CEO Shakhtar, em entrevista ao “the Athletic”, queixou-se de que estão a usar de tudo para retirar os jogadores do seu clube. “Há negociações complicadas, estão a tentar roubar-nos os jogadores. Há jogos de bastidores, clubes a dizerem para eles não jogarem porque os contratos vão ficar sem efeito. Ninguém imagina o que está a acontecer… Os empresários chegam aos clubes e dizem ‘não paguem ao Shakhtar, paguem-me a mim 10 milhões e esqueçam o clube”, relata o CEO do clube.

O Benfica recentemente contratou David Neres ao Shakhtar chegando a um acordo pela divida do Pedrinho. Podia ter o jogador a custo 0 devido a uma clausula sobre a guerra. Mas preferiu pela via que só nos engrandece. Ainda assim o CEO deu o exemplo do Benfica como clube que tem ajudado.

Advertisement

“Há clubes que genuinamente ajudaram. Fizemos alguns particulares para angariar fundos, alguns clubes responderam num estalar de dedos. O Olympiacos deu-nos 1.500 caixas de primeiros socorros para o exército; o Benfica mandou muita ajuda humanitária. Vimos o que aconteceu nas diferentes ligas e isso foi uma injeção de adrenalina para nós.”

Por cá, temos alguém que aspirava a ser diretor desportivo do Benfica, e que diz que o clube não é a santa casa da misericórdia. Oiça bem para perceber do que é que o Shakhtar se queixa.

Advertisement

Sinceramente se o Benfica fizesse tal coisa só envergonharia todos os que amam o clube. Não vale tudo para chegar onde se quer.

DEIXE A SUA RESPOSTA

Advertisement

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo