Vídeo: Bruno de Carvalho esteve em Budapeste antes da cimeira anti-Benfica

Advertisement

Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, esteve em 2016 em Budapeste, na Hungria, onde o hacker Rui Pinto residia, para a inauguração de um estádio, mas acabou por ser apanhado à entrada de uma discoteca na companhia de Nuno Saraiva, diretor de comunicação dos leões.

Meses depois, em abril de 2017, a CMTV apanhou em flagrante um encontro entre azuis e verdes num hotel de Lisboa.

O CM Admite que tenha sido nesta cimeira anti-Benfica que os dois clubes fizeram um acordo sobre a divulgação dos emails do rival que se deu dois meses depois.

Recorde-se que Bruno de Carvalho foi constituído arguido no âmbito de um processo-crime interposto por João Paiva dos Santos, sócio do Sporting e pré-candidato às eleições de 2013, por suspeitas da prática de cinco crimes: devassa da vida privada, violação de correspondência, difamação, instigação pública a um crime e responsabilidade pela divulgação de factos ofensivos à honra. Este processo deve-se ao facto do ex-presidente do Sporting ter revelado um e-mail entre o queixoso e Pedro Guerra.