Azuistop

“Ladrão de bancos” reage à decisão do MP ter deixado cair a acusação de corrupção nos emails

Para ele o Benfica tinha de ser acusado de corrupção só porque sim, mesmo que não houvessem provas e apenas teorias de um ladrão de bancos e de um arguido por violência doméstica

PUB

O ladrão de bancos, Rui Pinto, como é conhecido pelos advogados como o António Lobo Xavier, confesso adepto do FC Porto, ficou indignado por o Ministério Público ter deixado as suspeitas de corrupção ativa e passiva no caso dos emails. O Ministério Público teve 8 anos para investigar cada email do Benfica e não encontrou compras de árbitros, aliciamento a jogadores, trocas de favores com outras equipas ou outra coisa qualquer que configure a adulteração dos resultados desportivos.

Para o Ladrão de Bancos, o Ministério Público tinha de ser incompetente e manter as acusações mesmo que depois ficasse mal visto por se descobrir que não há nada que leve o Benfica a ser condenado por corrupção.

Advertisement

Agora podes seguir-nos no WhasApp e no Google Notícias

«Um dos maiores esquemas de corrupção da história do futebol Português deverá passar impune devido a pactos de silêncio, destruição de prova, entre outras peripécias. É urgente uma completa reforma deste arcaico ordenamento jurídico, que nos aproxime dos principais países europeus.», Disse o Ladrão de Brancos no Twitter.

Engraçado ou talvez não até porque o ladrão de bancos nunca falou do “Bilhete Dourado ou da Operação Pretoriado”. No meio de tanta luta pela transparência no futebol, nunca foi capaz de denunciar o esquema de bilhetes no Dragão.

Andou a ver muitos Universos Porto da Bancada, no Porto Canal, para achar que havia mesmo motivos para acusar o Benfica de corrupção. É de reações como esta que percebemos que lhes bateu forte. Pena que tenha aparecido ao fim de 8 anos.

Comentários

Pub

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo
Mercado