Advertisement

Benfica diz basta e arrasa Conselho de Disciplina

Benfica reagiu aos arquivamentos e às justificações do Conselho de Disciplina

Advertisement

O Benfica reagiu esta tarde aos arquivamentos polémicos e arrasou o Conselho de Disciplina pelas suas justificações em forma de passa culpas.

Jogar bem e conseguir um bom resultado que permita deixar bem encaminhado o apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões é o que se almeja para hoje, na Polónia, frente ao Dínamo Kiev. Isto num dia em que se tornou pública a inação dos instrutores da Liga e as considerações absurdas do Conselho de Disciplina acerca de um (mais um) episódio lamentável do futebol português.

1
Para aquele que é o primeiro objetivo da temporada, Roger Schmidt assegura que a equipa se preparou “o melhor possível”. “O essencial é que nos foquemos e acreditemos em nós, temos de jogar taticamente muito bem, respeitar o adversário e fazer alguns ajustes dependendo dos seus argumentos”, considera o técnico.

O nosso treinador reconhece que o Dínamo Kiev, a disputar o play-off após eliminar Fenerbahçe e Sturm Graz, tem uma equipa com “qualidade, mentalidade e boa condição física”. “Eles conseguem fazer tudo, em termos táticos são muito flexíveis, às vezes muito ofensivos, outras vezes mais defensivos”, diz.

Sobre a equipa que lidera, Schmidt realça: “Até ao momento, mostrámos que podemos jogar bom futebol, ganhar jogos, que podemos atacar e também defender como equipa.” E sublinha que espera “manter o nível e fazer um bom jogo”.

João Mário, porta-voz do plantel na antevisão ao jogo, espera “um jogo muito difícil, frente a um adversário muito organizado”, o que não altera a abordagem à partida: “Aquilo que queremos é impor o nosso jogo, ritmo, intensidade e fazer um bom resultado.”

Pode ver ou rever a conferência de Imprensa de Roger Schmidt e de João Mário no Site Oficial do SL Benfica.

2
Arranca amanhã a fase de qualificação para a fase de grupos da Liga dos Campeões na vertente feminina do futebol, com o objetivo de repetir a presença inédita da temporada passada entre os 16 melhores da Europa. Nos Países Baixos, defrontamos o Hajvalia, do Kosovo (11h00). Em caso de vitória, segue-se o vencedor do FC Twente-Agarista CSF Anenii Noi 2020. Ultrapassada a Ronda 1, haverá ainda uma eliminatória, disputada a duas mãos.

A treinadora Filipa Patão deixou uma garantia: “O plantel está bem, focado e unido em torno do grande objetivo que o Clube tem.”

3
Boa sorte para Pedro Pichardo, que hoje compete na final do Campeonato da Europa, em Munique, a partir das 19h15. O campeão do mundo e olímpico pode acrescentar, esta noite, o título europeu ao seu brilhante palmarés.

4
Todos nos recordamos do episódio grotesco de coação e intimidação dos bonecos insufláveis trajados com camisolas do Benfica e dos árbitros “enforcados” nas imediações do Estádio do Dragão antes de um FC Porto – Benfica.

Agora sabe-se que o caso prescreveu sem que nada tenha sido feito para punir os autores ou para evitar que atos inaceitáveis como este se repitam.

Subscrevemos as críticas, por parte do Conselho de Disciplina, à inação dos instrutores da Liga quanto a este caso, deixando-o prescrever. Mas não podemos tolerar e aceitar impávida e serenamente as considerações iníquas constantes no acórdão.

A autora, Isabel Lestra, conclui que a barbaridade que todos vimos “ocorreu fora do perímetro do complexo desportivo” e “é alheia à justiça disciplinar desportiva”. E acrescenta, sobre vários elementos do grupo organizado de adeptos do FC Porto terem usado t-shirts insultuosas ao Benfica, que tal não resulta em “lesão dos princípios da ética desportiva (…) ou de grave prejuízo para a imagem e o bom-nome das competições de futebol”.

Desde quando é que ameaçar, injuriar e ofender não afeta o bom-nome e imagem da competição? Ainda para mais quando já várias vezes o Benfica foi castigado devido a sócios do Benfica, com lugar de época pago, terem usado bandeiras alusivas ao Benfica para apoiar o Clube.

Basta! Está na hora deste Conselho de Disciplina ser um exemplo para a credibilização do futebol português em vez de, pelo contrário, protagonizar estes tristes momentos justificativos da sua renúncia por manifesta incapacidade de independência e autoridade moral.

Leia também:  CD da FPF considera mais cara uma newsletter do Benfica que um insulto racista

DEIXE A SUA RESPOSTA

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo