Bruno de Carvalho questionou a atitude de Jorge Sousa e APAF não soube recordar a atitude de Fábio Coentrão

A Assembleia da República foi dominada pelo tempo despendido a Bruno de Carvalho. Parecia que estava na Sporting TV ou numa assembleia qualquer do seu clube. Foram mais de 15 minutos a falar esgotando o tempo de todos os outros intervenientes.

No momento em que o presidente da APAF respondia, Bruno de Carvalho recordou os insultos do árbitro Jorge Sousa, que proferiu num jogo da equipa B do Sporting. O representante da APAF se fosse um pouco mais direto responderia com os insultos que o Fábio Coentrão proferiu no jogo contra o Vitória de Setúbal ao árbitro Fábio Veríssimo. Há mais de 73 dias que o caso está na gaveta.

Samaris apanhou 3 jogos enquanto Fábio Coentrão não foi alvo de um auto de flagrante delito. Veja AQUI todos os casos que não mereceram castigo.