Caça a João Pinheiro como um motivo para beneficiar FC Porto

Advertisement

Hoje é quarta-feira e os jornais continuam com a caça ao João Pinheiro. Não é por causa do penalti que ficou por assinalar a favor do Benfica ou na dualidade de critérios em faltas que prejudicaram o Benfica no jogo com o SC Braga.

João Pinheiro está no top de melhores árbitros a atuar esta temporada e é um sério candidato a apitar o SL Benfica-FC Porto. O problema é que o Conselho de Arbitragem gosta de agradar os mesmos do costume e com este ruído todo, João Pinheiro não apitará o clássico.

Este é o exemplo mais recente de como agradar os mesmos do costume. Na foto acima, podemos ver Pinto da Costa a “encomendar a carne ao homem do talho” antes do jogo do FC Porto. Jogo que ficou conhecido pelos 3 minutos de compensação que se transformaram em minuto e meio.

O mais estranho é ver que nas ultimas 5 jornadas da equipa B do FC Porto, foram apitados por árbitros da primeira categoria. Um clube que luta para não descer teve Artur Soares Dias como árbitro assim como o Manuel Mota, Hélder Malheiro, André Narciso e Vitor Ferreira. Algo que não acontece na II Liga, só ao FC Porto B.

Chama-se a isto agradar os mesmos do costume. João Pinheiro não apitará o Clássico porque o Sérgio Conceição quer o Artur Soares dias e o FC Porto B terá mais árbitros de primeira a apitar o ultimo classificado da II Liga.