LigaSem categoriatop

Criança de 9 anos obrigada a tirar a camisola se quisesse ir para a “bancada Continente”

A promoção das famílias ao futebol é tão positivo

PUB

Mais uma vergonha no Estádio Bessa a envolver bilhetes das famílias e do Continente

 

Apenas vou transcrever um e-mail que nos fizeram chegar sobre uma família que comprou bilhetes no Continente e que foi barrada no estádio por ter camisolas do Benfica. Tiveram de largar as camisolas para poder ver o jogo numa bancada que supostamente é para as famílias e para o Fairplay.

Advertisement

“Venho por este meio mostrar todo o meu desagrado e informar que tomarei todas as medidas ao meu alcance, inclusive judiciais, para defender a minha honra e da minha família, com o sucedido ontem no estádio do Bessa.

Através da televisão tomei conhecimento da parceria Liga Continente, e ouvi da parte dos intervenientes falarem na promoção do FairPlay e do levarem as famílias ao futebol através desta parceria. Averiguei, e reparei que o Continente de Penafiel venderia bilhetes. Logo no primeiro dia de venda a minha esposa dirigiu-se lá e comprou três, para mim, para ela e para o nosso filho de nove anos.

Chegámos ontem ao estádio somos barrados a entrada por dois ARDs que dizem que não podemos entrar de forma como íamos vestidos. Pergunto porquê, e dizem que não podem entrar adereços do Benfica naquela bancada. Respondo que quando compramos os bilhetes não nos informaram disso. Eles continuaram dizendo que estão a cumprir ordens. Peço então que chama o superior dele, e ele não o faz e diz para falar com a PSP que está ali ao lado. A PSP diz que não pode fazer nada, a responsabilidade do produtor do evento, ao mesmo tempo que nos dão toda a razão. Neste momento tenho o meu filho de nove anos a chorar e a pedir para vir embora, que está com medo e que nunca mais quer ir ao futebol. Volto a falar com o ARDs sugiro vestir os casacos por cima das camisolas e guardar os Cachecóis na bolsa da minha esposa. Recusado por eles, não podíamos entrar mesmo assim. Ainda estava lá o senhor das RP do Boavista a insistir para irmos comprar roupa e deixar lá no chão as nossas camisolas e os cachecóis. Dirigi-me à secretaria do Boavista onde me disseram que tinham lá cartazes espalhados a dizer que não eram permitidos adereços da equipa visitante, respondi que uma camisola não é o adereço, mas sim uma peça de vestuário social. Mais uma vez disseram que era um ordens de cima.

Para podermos entrar tivemos que tirar ali mesmo, em público, as nossas camisolas e vestir os casacos apenas por cima da pele, um PSP teve a gentileza de entrar no estádio com a minha esposa pra ela tirar a camisola dentro do WC e não ter de o fazer perante centenas de pessoas como eu e o meu filho tivemos de fazer.

Pub

Sentimo-nos envergonhados, ultrajados e humilhados a porta de um estádio de futebol. O que seria uma linda ida ao futebol em família transformou-se numa horrível experiência que poderá fazer com que uma criança de nove anos nunca mais queira saber do futebol. Três camisolas e três Cachecóis que nos custaram quase €300 não sabemos se os voltaremos a ver, mais uma vez esse PSP teve a gentileza de os guardar e como em conversa descobrimos que somos de cidades vizinhas disse que os fazia chegar a nós.

Não percebo como uma liga totalmente profissional não salvaguarda esta situação pelo promotor do evento para não ter essa proibição no setor onde o objetivo segundo vocês mesmo é o FairPlay e as famílias no futebol. Assistimos a pessoas estrangeiras com camisolas do Benfica ficarem espantadas por não poder entrar, e os ARDs como não falavam inglês e não lhe conseguiam explicar o porquê, tivemos de ser nós a explicar, foram embora e optaram por não ir ao jogo, é o futebol português vendemos para o estrangeiro, talvez por isso países como França e outros já nem queiram transmitir o nosso liga de futebol.

Nunca nos sentimos tão mal tratados e humilhados como nesta situação e como tal falarei com a minha advogada para ver a possibilidade de reagir judicialmente contra o promotor do evento e contra a LPFP.”

Aí está mais um exemplo da parceria de plástico que todas as semanas é vendida nos jornais por elementos da Liga Portugal.

Leia também: Macaco critica Proença e mostra que comprou os Bilhetes do Boavista-Benfica – Vídeo

 

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo