AzuisIMPRENSAtop

Ex-internacional espanhol diz que não há penalti e que Otávio tinha de ser expulso

PUB

Não é um especialista da especialidade dos jornais portugueses, é o um ex-árbitro internacional que o diz

 

Se não havia duvidas nenhumas, eis que existe mais uma opinião que dissipa a narrativa que estão a construir em torno do jogo. Até hoje ninguém aborda o nível de jogo do FC Porto. Até temos o Paulo Catarro, na CMTV a fazer a defesa do FC Porto. Ele que há uma semana atrás estava a dar um exclusivo da conversa do Sérgio Conceição e do caso de Espanha.

Advertisement

E por falar de Espanha basta ver as opiniões de 3 lances capitais do jogo.

Árbitro assinala penálti a favor do FC Porto, por falta de Mangala sobre Francisco Conceição, mas reverte decisão depois de chamado ao VAR. Houve ou não falta?
“É uma jogada de máxima dificuldade e é normal que o árbitro se equivoque e marque penálti. Mas vê-se nas imagens televisivas que é o avançado do FC Porto que invade o espaço do defesa e faz falta sobre ele.
O defesa acaba por derrubá-lo, mas é o avançado que faz falta ao invadir o seu espaço. Mas é uma jogada muito difícil e acho normal que, no campo, se apite penálti. Bem analisado pelo VAR, pelo que o penálti foi bem revertido.

Francisco Conceição contesta uma falta, insulta primeiro o assistente e depois o árbitro, como se percebe pelas imagens. O árbitro mostra-lhe apenas o amarelo. Não devia ser vermelho direto?
“O jogador do FC Porto tem de ser expulso. Um árbitro não pode permitir que, depois de marcar a falta – seja ou não – o jogador se dirija assim ao assistente e depois ao próprio árbitro. A verdade é que a 1.° Liga é um espelho para as categorias inferiores. Imagina que exemplo está a dar este árbitro aos juízes que começam, aos das categorias inferiores. Tem de expulsá-lo, não pode permitir a um jogador que o encare desta forma cara a cara e ainda por cima o insulte. Imagino que o admoeste pela forma como encara o assistente, mas depois, se escutas um insulto, tem de ser vermelho.

Agora podes seguir-nos no WhasApp e no Google Notícias

Otávio pontapeia o avançado do Estoril e vê cartão amarelo. Não devia ser vermelho direto?
“Também cartão vermelho… é dos livros! O jogador do FC Porto não quer disputar a bola e a única coisa que faz é dar um pontapé deliberado no adversário. Não uma pancadinha, mas um pontapé com uma força desproporcionada. É expulsão clara. E se o árbitro o admoesta, tem de entrar em ação o VAR para lhe dizer que é vermelho.

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo