Azuistop

Jogo do Benfica com o Estoril colocado em causa

ex-candidato à presidência do FC Porto fala do que aconteceu no jogo do estoril

PUB

Nélson Veríssimo, treinador do Estoril, mostrou-se insatisfeito com o trabalho da equipa de arbitragem, liderada por Gustavo Correia, no empate (1-1) em Portimão, num encontro em que os algarvios tiveram duas grandes penalidades a favor e o guarda-redes Dani Figueira, do Estoril, foi expulso.

 

«Estou com alguma dificuldade em falar sobre o jogo, mas, tentando ser objetivo, o Portimonense entrou melhor na primeira parte. Depois disso, a minha equipa percebeu o que tinha de fazer para ter mais bola e o nosso golo deu coerência ao que foi o desenrolar do jogo. Na segunda parte, não questiono os penáltis porque ainda não os vi, mas a gestão do árbitro… Eu também já tive dias maus na minha carreira como jogador e treinador, mas, a partir de certa altura, o jogo ficou fora do controlo do árbitro na gestão de situações normais no futebol. De um momento para o outro fiquei sem quatro jogadores para o próximo jogo», disse o técnico, referindo-se à receção ao Benfica, no próximo domingo, na Amoreira.

Advertisement

Quem é que tentou logo arranjar caso? Não é preciso dizer muito mais. O jogo do Estoril era contra o Portimonense e ninguém mais que o FC Porto, sabe o que se passou naquele jogo. Mais, o Estoril não é o Portimonense da vida e certamente que o Benfica irá passar dificuldades.

 

 

 

 

No próximo jogo, não vai contar com 4 jogadores. Não é a mesma coisa que o treinador do Portimonense poupar 7 titulares diante o FC Porto. Felizmente o jogo não vai ter um intervalo de um mês por causa de uma alegada bancada que teve pagamentos de dividas antigas pelo meio.

Leia também: Analistas do Santa Clara com medo do “arruaceiro” Conceição – Vídeo

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo