IMPRENSAtop

Luís Vilar afirma que a entrevista de Kokçu em Portugal não saia

PUB

O Luís Camelo Vilar, continua com a sua magnifica agenda. Faz-se de tonto quando diz que a entrevista do Kokçu em Portugal não saia

 

Nunca vi um Camelo de nome, com agenda. Este sempre que abre a boca, sai ao contrário do que acontece na realidade. Disse que o Marcos Leonardo ia chegar e não ia marcar, tem marcado. Disse que o Arthur Cabral não era bom para o plantel e disse o contrário na semana seguinte. Agora é a vez da entrevista do Kokçu.

Advertisement

Queixa-se, tal como o pivot, de que os jogadores não dão entrevistas a órgãos de comunicação social portugueses. O Camelo Vilar vai ainda mais longe, afirmado de que se a entrevista fosse dada a um órgão de comunicação social nacional, que não saia. Dando a entender que o Benfica manda na comunicação social.

 


Só na cabeça do Camelo Vilar. É por estes Camelos no comentário, que o Otamendi dá uma entrevista a meios de comunicação social argentinos. É devido aos constantes ataques ao Benfica que o João Neves dá uma entrevista a um canal de youtube. É devido às cmtv´s da vida que o Di Maria prefere falar para outros meios que não os portugueses. É por causa de uma comunicação social de ataque ao Benfica que Roger Schmidt prefere falar para órgãos de comunicação social alemães. Lá existe respeito enquanto por cá fazem da polémica, fontes de audiência.

Agora podes seguir-nos no WhasApp e no Google Notícias

“A comunicação social também gosta de chamar a atenção para os aspetos negativos do Benfica, focam-se muito nisso porque chama a atenção. Em momentos difíceis, sobretudo, os problemas resolvem-se em campo, não se resolvem em reuniões e entrevistas, mas em jogos. Com a minha experiência, isso é algo que não me afeta. Se queremos ganhar, temos que ter o apoio dos adeptos, estamos a dar tudo para o Benfica ser uma boa equipa. Não é bom dar demasiada atenção às coisas negativas. Não podem dizer que todos estão contra nós, mas as notícias negativas são as mais noticiadas, há muita negatividade no mundo e no futebol. Mas, isso não me afeta.”, disse Roger Schmidt antes do jogo com o Casa Pia.

Por mais que o Camelo Vilar insinue e outros se queixem de que não há entrevistas de jogadores a meios de comunicação social portuguesa, menos vai haver.

Leia também:
Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo
Mercado