ATAQUE AO BENFICAAzuisIMPRENSAtop

Malas no futebol português: Como FC Porto e Sporting escaparam à imprensa

Não são motivo de abertura de jornais ou investigações

PUB

Ainda não se pensou no titulo mais vão sair uma série de episódios sobre as notícias que têm saído ao longo dos anos. Se quiser participar na construção da hastag, passe pelas redes sociais e envie mensagem com o nome. Quanto ao conteúdo é fácil.

 

A TVI lançou ontem, em grande destaque, que existe uma suspeita do Benfica ter pago ao Vitória para vencer o FC Porto, no Dragão. O jogo terminou 1-1 e por aqui se pode deduzir que não houve mala, quando Valter Vieira, ex-diretor desportivo do Vitória de Setúbal, diz: “Eles têm de dar a mala. O Benfica tem de se chegar à frente”. Numa de reclamar que retirou pontos ao FC Porto.

Advertisement

A reportagem cai por terra quando, no meio do conteúdo, escrevem: “Na altura, os chamados pagamentos para ganhar não configuravam crimes de corrupção. Mesmo que o Benfica tivesse pago aos jogadores do Vitória, não configurava um crime.

Meia hora de circo num canal de TV, em busca de audiências, tal como acontecia no Porto Canal, na altura dos e-mails, com recurso ao crime. Os advogados do Benfica foram muito claros ao comunicarem, quem estivesse a revelar partes do processo, estaria a cometer um crime de violação de segredo de justiça. Como toda a gente sabe, o Henrique Machado já esteve envolvido nesse tipo de trapalhadas.

Valter Vieira, FC Porto e Sporting

Valter Vieira está hoje no Vizela. E quem é que vai jogar contra o Vizela? O Benfica. Este destaque das malas leva-nos a pensar que houve uma alegada pressão. Se o Valter não aceitasse uma alegada mala, de um determinado clube ou empresário, iria acabar exposto. Hoje aceitar uma mala para ganhar é crime e na altura não. Se o Valter foi pressionado por alguém, que se dirija às autoridades e denuncie. Se o tentarem demover, faça uns quilómetros e denuncie mais a sul.

Na imprensa a informação e investigação passou para segundo plano. Com as baixas audiências e as vendas em queda constante, a preocupação nº1 passou para as novelas sobre o Benfica, na esperança de captação de receitas. Repare que na Mala do Sporting, a notícia ficou disponível para todos os leitores em que o conteúdo trazia a informação relevante. Já na suposta mala do Benfica, o conteúdo relevante passou a ser pago.

Pub

 

Também numa investigação colocada cá fora, contra o Benfica, pelo meio dizem que o Sporting terá oferecido 400 mil euros para vencerem o Benfica. Como não era ilegal, não abriram jornais ou fizeram investigações. Mas a alegada mala do Benfica também não era ilegal? Pois.

Já a alegada mala do FC Porto que envolvia o empresário Pedro Pinho, o mesmo do Estoril Gate desse ano, também passou pelos pingos da chuva. «200 mil euros por vitória, 145 mil por empate»

O que têm todas em comum? Não eram ilegais e nasceram de denuncias anónimas. Infelizmente o destaque, capas e reportagens só são feitas para o Benfica.

𝗢𝗽𝗲𝗿𝗮𝗰̧ã𝗼 𝗖𝗮𝗿𝘁ã𝗼 𝗔𝘇𝘂𝗹

O Ministério Público investiga a suspeita de desvios de mais de 20 milhões de euros dos cofres do FC Porto para Alexandre Pinto da Costa e Pedro Pinho. As investigações envolvem crimes como fraude fiscal, burla, abuso de confiança e branqueamento de capitais. Além disso, estão a ser investigados supostos pagamentos indevidos a membros dos Super Dragões e comissões de transferências de jogadores por possível manipulação de resultados desportivos.

𝗢𝗽𝗲𝗿𝗮𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗣𝗿𝗼𝗹𝗼𝗻𝗴𝗮𝗺𝗲𝗻𝘁𝗼
Jorge Nuno Pinto da Costa é o principal alvo desta investigação. O presidente da SAD do FC Porto é suspeito de ser o principal beneficiário de uma conta no Banco Carregosa, para onde terão sido desviados parte dos 40 milhões de euros pertencentes às receitas da SAD do FC Porto. De acordo com os investigadores, avultadas verbas terão sido desviadas para essa conta provenientes das comissões inflacionadas pagas aos empresários Pedro Pinho e Alexandre Pinto da Costa, filho do presidente da SAD do Porto, relativas à contratação de futebolistas.

 

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo