ÓDIO isolado ao Benfica e Secr. de Estado em total desorientação. Foi assim o debate da nova lei contra a violência

Publicidade

O debate sobre a nova lei “das claques” foi uma mão cheia nada e mais uns pozinhos de ódio ao Benfica. O Secretário de Estado do desporto mostrou hoje que não tem qualquer tipo de conhecimento sobre como os clubes trabalham com os adeptos. Na minha opinião, pessoa que desconhece que os clubes têm os seus adeptos registados, através do cartão de sócio e RED PASS no caso do Benfica, não tem categoria para estar no cargo, quanto mais liderar esta lei inconstitucional.

Até o adepto do Sporting, que se isolou do incendiário, partilhou da mesma opinião que o Benfica. Para quê obrigar os adeptos associarem-se se os mesmos estão registados nos clubes e os seus dados são enviados quando é necessário?

Depois no tal debate houve tempo para o incendiário. Felizmente ficou a falar sozinho, pois todos perceberam quais foram a suas intenções.

Publicidade

Só prejudica a imagem da TVI mas voltemos ao tal debate. Temos uma funcionária da Liga a dizer que há lugares especiais para os adeptos e que eles, na sua maioria, vêm os jogos de pé e então vão criar zonas especiais. Medida que foi apresentada pelo Benfica e que foi negada. Agora parece que já serve.

O Secretário de Estado diz que os clubes têm de informar quantos lugares disponibilizam ao clube visitante e a partir daí dá-se lugar à venda para os tais adeptos registados. Não está mesmo dentro do assunto. Tirando 4 estádios, o Benfica é o clube que mais leva gente aos jogos fora. Como é que vão fazer com as zonas destinadas aos adeptos visitantes? É que os clube de menor expressão geram mais receita nos jogos com o Benfica. Vão deixar de encher os estádios por causa de uma lei que obriga à identificação? E os clubes de menor expressão? Vão deixar de fazer receitas para cumprir a lei? E a liga? Concorda com a diminuição de adeptos nas bancadas? Porque é o que vai acontecer.

Um exemplo prático, Gil Vicente-Benfica
O Benfica tem direito a 5% da lotação do estádio. Esses 5% na sua maioria são dados aos adeptos supostamente registados de acordo com a lei. O restante estádio terá adeptos do Gil. Ou seja, pouco mais de mil adeptos. Resultados: Um terço da casa preenchia. O clube da casa não faz dinheiro. Campeonato português regista as piores assistências de sempre. Mas tudo seguro e com cartãozinho todo bonito.

O bom disto ou não. Claques do FC Porto e Sporting deixam de lucrar com o mercado da bilhetica ou então inflacionam os preços para aquele sector. Passam a estar todos registados e não só 30 elementos. Deixa de haver um idoso que devido à idade avançada, já residente num lar, como responsável de uma claque para passar responsabilizar o verdadeiro líder.

CONTINUAR A LER
Pub

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores