Advertisement

Schmidt confirma lesão e paragem de 3 semanas

 Roger Schmidt em conferência de imprensa de antevisão ao Benfica-Gil Vicente, jogo marcado para domingo (18h00) e relativo à 20.ª jornada da I Liga

 

Gil Vicente: “Estão a atravessar um bom momento, porque são uma boa equipa. Têm uma ideia clara de jogo, são uma equipa corajosa e que acredita em si. Jogam um futebol no último terço do campo e são muito fortes taticamente. Venceram o V. Guimarães, por exemplo. É sempre difícil jogar contra o Gil Vicente, mas também é difícil jogar contra o Benfica. Precisamos de fazer um bom jogo se queremos vencer”.

Advertisement

O que acrescentam os reforços: “Temos de distinguir todos os jogadores, porque são diferentes e encontravam-se em condições físicas diferentes. O Marcos Leonardo já conseguiu mostrar a sua qualidade, já demonstrou que é um bom jogador e que consegue ligar bem com os companheiros. Estamos a tentar fazer com que os outros jogadores atinjam uma boa forma física. Com o Arthur Cabral, com o Marcos Leonardo e com o Tengstedt, que já está a treinar com a equipa, acho que temos cada vez mais opções para podermos utilizar o jogador certo no momento adequado. Estão todos a treinar bem. Marcos Leonardo tem tido um comportamento tático bom, assim como os outros. Rollheiser tem descansado depois da temporada na Argentina, mas jogou contra o Estrela da Amadora e acho que conseguiu entender bem os colegas. Prestianni, lamentavelmente, tem um problema no tornozelo e, muito provavelmente, vai ficar de fora umas três semanas. Mais será importante no futuro. Estamos muito felizes com os reforços, assim como com Bah e Neres, que superaram as lesões. O nosso desafio agora é conseguir ter estes jogadores todos em campo no momento mais adequado. Temos um calendário muito apertado e agora o desafio é esse”.

Agora podes seguir-nos no WhasApp e no Google Notícias

Benfica contratou quatro jogadores neste mercado. Considera que tem o plantel mais completo em Portugal? “É uma boa pergunta, mas não consigo responder. É algo que temos de demonstrar em campo nos próximos meses. Penso que estivemos muito bem na primeira metade da época, tivemos de fazer algumas mexidas e conseguimos boas oportunidades neste mercado para estarmos bem preparados no verão. Na minha opinião, temos uma boa frescura no plantel e muitos jogadores com potencial para o futuro. Temos um equilíbrio no plantel muito bom e a perspectiva destes novos jogadores também é muito boa. Dito isto, acho que o clube tem um potencial tremendo, temos jogadores que vão aumentar de valor a longo prazo e a custo prazo é um desafio para nós que eles atinjam a melhor forma física, fiquem confiantes e se exibam ao melhor nível. Alguns jogadores chegaram depois de uma pausa, mas queremos vencer títulos e isto e um desafio enquanto equipa. Como treinador estou satisfeito, temos uma situação exigente para integrar estes jogadores, mas mesmo sem os lesionados já jogávamos bem. Teremos muito jogos em pouco tempo e temos de reunir isto tudo”.

Jogo com Vizela, na quinta-feira, vai influenciar as suas escolhas para o onze contra o Gil? “Como sempre, é preciso pensar em variados aspetos. Nós estamos numa fase de muita frescura e sabemos que o jogo ser no domingo não é um problema. Jogos de quinta a domingo são sempre exigentes, especialmente quando jogamos com viagens longas, mas gosto de ser aberto em todos os jogos. No geral, todos os jogadores estão perfeitamente prontos para jogarem, claro que depois temos opções diferentes, mas temos de encontrar a melhor abordagem para cada jogo, porque precisamos de muitos pontos. Estamos preparados”.

Martim Neto não estar disponível é uma boa notícia? E conta com o regresso de Paulo Bernardo, que tem brilhado no Celtic, na próxima época? “Estou contente que o Martim esteja bem no Gil. Independentemente de terem sido emprestados, o que em Portugal é um pouco diferente, todos os jogadores que emprestamos é para lhes dar prática e oportunidades para se desenvolverem, ganharem confiança e serem cada vez mais responsáveis. Essa é a nossa ideia, de termos uma boa visão geral. Depois, no final da época, teremos de tomar decisões difíceis, porque temos de respeitar também o desejo do jogador. Mas é verdade que alguns atravessam momentos difíceis, por isso estou satisfeito”.

Advertisement
Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
A semana dos recados