Azuistop

Tribunal aperta com o arguido por violência doméstica Francisco J Marques

Levou o aperto dos advogados e não gostou

PUB

O arguido por violência doméstica foi apertado em tribunal quando pensava que estava no Porto Canal e não tinha contraditório

 

A imprensa reproduziu tudo sobre o depoimento do arguido, também por violência doméstica, Francisco J Marques, expecto a parte em que ele foi apertado pelos advogados quando tentava recriar mais um episódio do Porto Canal.

Advertisement

“Todos sabemos quem é o autor da informação. Ele foi colega de turma do Diogo Faria. O senhor não conhecia o Diogo Faria e coloca-lhe nas mãos uma informação daquelas?”, disse a advogada Maria Flor Valente recordando as discrepâncias que existiam nos depoimentos dos dois arguidos.

Irritado, Francisco J Marques, respondeu ao estilo do Porto Canal: “A senhora doutora quer fazer crer que comprámos alguma coisa porque o Diogo tinha sido colega do Rui Pinto? O Diogo é um jovem brilhante e foi de uma utilidade extrema.”

J. Marques insistiu na lengalenga do “interesse público” e o juiz rematou questionado o arguido se tinha verificado a autenticidade dos emails e recordou-o de que “no jornalismo há uma regra básica que é o contraditório”.

E foi assim mais um show do arguido dos emails que também responde por violência doméstica.

Pub

Leia também: Francisco J Marques trunca depoimento e vitimiza-se em tribunal

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo