Tribunal ordena a reintegração do Árbitro que expulsou Luís Gonçalves depois da agressão a Pizzi

Advertisement

O árbitro Gonçalo Martins viu o Tribunal Central Administrativo do Sul (TCAS) dar-lhe razão no caso em que reclamava a reintegração na principal categoria da arbitragem, que lhe permite apitar jogos da Liga e Liga 2. Em 2018, Gonçalo Martins desceu de categoria, após nova classificação atribuída pelo Conselho de Arbitragem.

Recorde-se que este foi o 4º árbitro que teve a coragem de expulsar Luís Gonçalves depois de Pizzi ter sido agredido por um adepto. Luís Gonçalves que ainda é investigado pela descida de divisão de Tiago Antunes, quando o ameaçou que a carreira ia ser curta.

O juiz de Vila Real, defendido por Pedro Macieirinha, recorreu da decisão para o Conselho de Justiça da FPF, que lhe deu razão, embora não o reintegrasse nos quadros profissionais. Inconformado com a situação, o árbitro recorreu para o TAD, que também lhe deu razão, mas limitou-se a condenar a FPF a indemnizá-lo. Agora, chega a decisão do TCAS, que revogou decisão do TAD e ordenou a sua reintegração.