Advertisement

Twitter obrigado a revelar autores de ataques ao Benfica

O cerco aperta aos criminosos

Advertisement

O Supremo Tribunal da República da Irlanda decidiu que o Twitter – rede social agora pertencente a Elon Musk e que tem sede europeia em Dublin – terá de partilhar, no prazo de 21 dias a partir do momento em que a empresa seja notificada, informação relativa à conta @o_tal_pulha.

 

A decisão foi tomada pelo juiz responsável pelo caso, Brian O’Moore, depois de, na semana passada, ter pedido informações sobre que passos legais os encarnados tomariam em Portugal após estarem na posse destas informações.

Esta conta da referida rede social expôs publicamente informação considerada difamatória – assim como outra, de caráter financeiro – pelo clube da Luz. A informação foi obtida após o ataque informático ao clube da Luz, no ano de 2017.

Nomes, números de telefone, emails e endereços de IP dos criadores da conta terão, pois, de ser partilhados pelo Twitter, com o Benfica a admitir que vai tomar ações na Justiça por «danos reputacionais», «uso indevido e disseminação de informação confidencial» e «difamação».

Leia também: Porto Canal tenta associar bots ao Benfica nas redes sociais

DEIXE A SUA RESPOSTA

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo