Advertisement

“Uma mão cheia de nada” num processo que serviu para atacar o Benfica

Hoje o tribunal da Cofina não fez capa sobre o tema

Advertisement

O Benfica, através dos seus advogados, vai pedir a suspensão ou até o arquivamento do chamado processo ‘Saco Azul’, adiantam esta terça-feira os jornais Diário de Notícias e A Bola.

O suposto ‘Saco Azul’ serviria, alegadamente, para as ‘águias’ pagarem favores a terceiros, entre os quais árbitros de futebol, o que poderia resultar numa eventual descida de divisão do clube da Luz.

De acordo com o ‘DN’, numa exposição enviada ao Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, os responsáveis pelo departamento jurídico dos encarnados baseiam o pedido no relatório final da investigação da Polícia Judiciária e no facto de, durante cinco anos de investigação não ter sido provado que esse saco azul para pagamento de terceiros tenha efetivamente existido.

“Uma mão cheia de nada, por referência àquelas que eram as suspeitas iniciais deste processo”, apontam os juristas do Benfica, ainda segundo o mesmo jornal, que acrescenta que o relatório final da investigação da Polícia Judiciária aponta apenas para um crime de fraude fiscal, com o clube da Luz a mostrar-se disposto a pagar quaisquer impostos em falta que daí advenham.

O Tribunal da Cofina que dedicou horas e horas a fio, fez capas e tentou condenar o clube na opinião pública, não fez capa sobre o tema. Já ontem com as declarações do Juiz Carlos Alexandre, sobre os emails, o grupo Cofina ignorou o assunto.

Leia também: Juiz arrasa! “Nos emails Não se retira a prática de qualquer crime”

DEIXE A SUA RESPOSTA

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo