No jogo anterior vimos dois árbitros a assinalarem um penalti a favor do FC Porto por uma alegada mão na bola. Com o recurso às imagens, provou-se que a bola nunca chega a tocar no braço do jogador do Portimonense.

No jogo do Sporting acontece precisamente o contrário. Borja joga a bola com o braço tirando vantagem da jogada e nem o árbitro, nem o VAR assinalaram penalti contra o Sporting. Foi assim na primeira jornada na Madeira e foi assim no Bessa.