Federação mete Eliseu na cruz e ataca Benfica. Todos os casos em que o videoárbitro beneficiou os rivais

0

Tiago Craveiro, está ao serviço do FC Porto e é por isso que até hoje não divulgou os discurso completo do presidente da Federação Portuguesa de Futebol. Esse discurso era um claro ataque ao que FC Porto e Sporting andam a fazer ao futebol português. Craveiro é o responsável por ter colocado a informação, de que o videoárbitro errou no lance, em que Eliseu tem uma entrada imprudente e por isso deveria ter sido expulso.

Com esta informação, a federação contribuiu para aquilo que o seu presidente criticou antes da supertaça. Portanto é também a responsável por ter colocado Eliseu na cruz. Mas o videoárbitro tem falhado em toda a linha. Principalmente quando tem beneficiado FC Porto e Sporting e prejudicado o Benfica. Na questão dos penaltis basta ver quantos não foram assinalados a favor do Benfica e quantos foram assinalados para os nossos rivais. Basta ver as entradas para vermelho onde os árbitros preferiram advertir os jogadores com palavras. Eliseu deveria ter ido para a rua, assim como Maxi Pereira, Mateus Pereira, Brahimi, Oliver, Marcano e Filipe.

Nestes lances pode-se provar que o videoárbitro é um lobby para encher os bolsos de alguém pois, não tem quase utilidade nenhuma. Faltas evidentes e penaltis claros e que o videoárbitro não se mete. Invés disso, andamos a discutir o palavreado que é usado em campo, pelos árbitros, quando os jogadores se comportam de mesmo modo. Não se admire que existam mais vermelhos por bocas esta temporada.

COMPARTILHAR