O segredo de justiça que mete jornalistas a seguir as pessoas semanas antes das buscas

Se tamanha intimidade relativamente a uma peça teoricamente alvo do chamado “segredo de justiça” já dá muito que pensar, que dizer do facto de um jornalista da revista, aparentemente acompanhado de um fotógrafo, ter andado a seguir os últimos cinco dias de Rui Rangel, antes de ser despoletada a ‘Operação Lex’, fotografando-o a sair de casa, a entrar no Tribunal da Relação, a sair para um jogo de futebol com amigos, a embarcar no carro na garagem do condomínio, etc.?

A PJ ou o MP agora fazem vigilâncias a suspeitos em conjunto com jornalistas da Cofina ou fornecem-lhes “em exclusivo” o material dessas vigilâncias? Independentemente dos suspeitos em causa, com quem eu não gastaria um jantar (mas isso não vem ao caso), muito gostaria de saber se o Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas, o director nacional da PJ, a PGR, o Conselho Superior do Ministério Público, não acham seu dever dizer uma palavrinha sobre o assunto? Ou já nada os envergonha? E, se já nada os envergonha, o que devemos esperar a seguir?

Isto serve igualmente para a perseguição que está a ser feita ao Benfica.. Agora vêm falar de espiões do Benfica quando são eles que andam todas as semanas a anunciar o que vai sair a seguir. Que para além de praticarem crimes, inventam, manipulam a informação e colocam a conta gotas para render mais aos cofres dos donos.

Exemplo:

1º – o Benfica queixou-se que não havia buscas e que o processo estava parado. Comunicação social divulgava e-mails de bruxos. Primeiro era graças aos padres e depois passou a ser graças às bruxarias que o clube da luz venceu os campeonatos.

2º – Só depois do Benfica falar é que fizeram buscas. Criticaram que só aconteceu porque o Benfica se queixou. Fizeram um filme dizendo que o clube da luz mandava na justiça.

3º Acusam Mário Centeno de se vender por bilhetes tudo porque o Filho de Vieira exerceu um direito que assiste a qualquer cidadão junto da autarquia e não no Ministério das Finanças. Noticiaram que tinham sido feitas buscas ao gabinete do ministro o que se veio a provar que era mentira. Deram o um tiro nos pés tão grande nos pés que até hoje não vieram pedir desculpas ao Benfica e ao Ministro.

4º – Às 5 da manhã entra pelo escritório da CM a dentro, Octávio Lopes ao telefone, horas antes do inicio das buscas a Rangel. Correram para a Luz dizendo que estavam a ser feitas buscas na SAD quando o gabinete do Vice-presidente é junto aos pavilhões da luz. Na SAD as buscas que foram feitas, veêm agora dizer que eram por causa dos e-mails. Antes, disseram que o Vieira devia, mas depois já diziam que era ele que tinha a receber, uma fantochada completa. Depois era porque tinham prometido um cargo na Fundação Benfica, mas como viram que não era remunerado viraram-se para o projecto Universidade. E agora continua com um “espião da luz” para gerar mais receitas.

Querem o Benfica e o seu presidente envolvidos nisto custe o que custar. Certo é que depois de tantos e-mails, tantas buscas e tantos casos, não exista um e-mail a dizer que o Benfica comprou este ou aquele jogador, este ou aquele árbitro e tão pouco encontraram algo sobre os Vouchers.