Azuistop

Conselho de Disciplina safa FC Porto da desclassificação

PUB

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) emitiu um comunicado, esta quarta-feira, a dar conta do arquivamento de uma queixa do Sporting, que poderia conduzir à desclassificação do FC Porto.

A final da Taça da Liga (com vitória dos dragões por 2-0) ficou marcada por várias polémicas, entre as quais um encosto de Matheus Reis ao árbitro João Pinheiro, a motivar um recurso dos dragões para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), no passado mês de janeiro.

Advertisement

O Sporting defendeu que a queixa só deveria ter sido feita ao Conselho de Disciplina da FPF, uma vez que a contestação junto do TAD, tratando-se de um tribunal estadual, poderia conduzir à desclassificação.

O órgão do futebol português concordou com a sugestão da Comissão de Instrutores “por não se considerar preenchida, pela Futebol Clube do Porto – Futebol SAD, a infração disciplinar” do artigo n.º 82, precisamente aquele que coloca a desclassificação como cenário para uma equipa que recorra aos tribunais estaduais.

Confira o comunicado na íntegra:

“O processo foi instaurado no dia 29.03.2023, mediante deliberação da Secção Profissional do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol com o seguinte objeto: ‘Apuramento da factualidade participada’. Concluída a instrução dos autos, cuja direção e encerramento é regulamentarmente da competência da Comissão de Instrutores da Liga, esta última remeteu o processo, ao Conselho de Disciplina, no dia 09.06.2023, com proposta de arquivamento do processo de inquérito por “inexistirem indícios da prática de qualquer ilícito disciplinar, motivo pela qual se propõe o arquivamento do presente processo de inquérito, nos termos do disposto nos artigos 267.º, n.º 3 e 268.º- A, n.º 1, ambos do RDLPFP”.

Pub

No dia 27.06.2023 o Conselho de Disciplina da FPF acordou em determinar o arquivamento do processo de inquérito por não se considerar preenchida, pela Futebol Clube do Porto – Futebol SAD, a infração disciplinar p. e p. pelo artigo 82.º, do RDLPFP [Recurso aos tribunais estaduais].

Agora veja como é que isto funciona. Abrem processo ao Neres e ao Odysseas com base em notícias e safam o FC Porto da desclassificação e não abrem processo devido à sentença dos e-mails que condenou dois funcionários do FC Porto.

Leia também: Fernando Gomes foi claro quanto ao ter de vender até ao fim do mês

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo